CAPA

Esquema começou com propina em contratos e seguiu com inclusão de fantasmas na ALRN

Robinson Faria na leitura da mensagem anual do Governo

O esquema delatado pela ex-procuradora da Assembleia Legislativa Rita Mercês começou na presidência do então deputado estadual Robinson Faria e seguiu até a exoneração dela, já na gestão do atual presidente da Casa Ezequiel Ferreira de Souza.

Segundo o depoimento sob acordo de delação premiada de Rita Mercês, até 2006 o esquema que tinha o atual governador Robinson Faria como principal beneficiado arrecadava vantagens indevidas de prestadores de serviço contratados pela ALRN. Os valores eram obtidos por meio de contratos administrativos.

No entanto, a partir de 2006, o dinheiro originado dos contratos não teria sido suficiente:

– O secretário Administrativo Rodrigo Marinho disse que não tinha mais como atender à necessidade de repasse de valores ao presidente Robinson Faria usando apenas os contratos da ALRN; que Rodrigo Marinho sugeriu colocar pessoas na folha de pagamento da ALRN, pessoas de confiança, para fazer caixa para cobrir as despesas do Presidente; que Rodrigo Marinho falou isso na presença da colaboradora, de Magaly e Marlúcia; que na ocasião a colaboradora falou que a solução iria comprometer a folha de pagamento; que, no entanto, naquele instante, devido à pressão sofrida por todos, essa acabou sendo a única alternativa; que, então, com a anuência do Presidente, pessoas começaram a ser incluídas na folha de pagamento complementar da ALRN para fazer caixa para o próprio deputado estadual Robinson Faria;

Rita Mercês confirma que dezenas de pessoas foram incluídas na folha da ALRN para fazer caixa a fim de pagar as despesas do presidente da Casa, Robinson Faria. O atual chefe do Executivo presidiu a Assembleia por oito anos, entre 2003 e 2010.

Ainda segundo a delatora, o esquema contava com pessoas de confiança de Robinson Faria, como Magaly Cristina, Débora Kátia, Wilson Chacon, Ubaldo Gesteira, Rodrigo Marinho, Marlúcia Maciel, José de Pádua Martins de Oliveira, entre outros. Um dessas pessoas de confiança era Francisco Edson Carvalho, responsável por arregimentar pessoas de confiança no interior do Estado. O dinheiro arrecadado também servia, de acordo com Rita, para pagar despesas pessoais de Robinson:

– Francisco Edson Carvalho fazia os depósitos dos cheques-salários dessas pessoas em agências do interior e depois sacava e entregava os valores para Rodrigo Marinho; que Rodrigo Marinho repassava os valores, destinados a Robinson Faria, para Magaly Cristina, Débora Kátia ou Wilson Chacon ou pagava diretamente despesas pessoais do Presidente.

Questionada no depoimento sobre se o atual governador tinha conhecimento do esquema, Rita Mercês confirmou e ainda ressaltou que a prática seguiu na gestão seguinte, quando Robinson foi eleito vice-governador do Estado, na chapa encabeçada por Rosalba Ciarlini (DEM), e o deputado estadual Ricardo Motta assumiu a presidência da Casa:

– Que esse esquema de desvio de recursos públicos sempre foi de conhecimento do então presidente e deputado estadual (entre 2003 e 2010) e hoje governador Robinson Faria, até mesmo porque ele era o principal beneficiário da situação; que essa prática continuou na administração do deputado estadual Ricardo Motta, entre 2011 e 2015, desta feita com outras pessoas responsáveis pela parte financeira; que nessa administração houve acertos do deputado Ricardo Motta com Gutson Reinaldo, à época diretor administrativo do Idema, o qual indicou várias pessoas do seu círculo para fazer caixa para o presidente Ricardo Motta, sem a participação da colaboradora; que essas pessoas foram incluídas na folha de pagamento da ALRN, porém não davam expediente.

 Ezequiel também sabia e manteve esquema, diz delatora

Sucessor de Ricardo Motta, o atual presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira de Souza foi informado de todo o esquema por Rita Mercês e manteve a prática. A mudança, segundo a delatora, se deu em razão da forma do pagamento. Todos os servidores efetivos e cargos comissionados passaram a receber por meio de crédito em conta-corrente, e não mais por meio de cheque-salário:

– Quando da posse do deputado estadual Ezequiel Ferreira, como presidente da ALRN, em fevereiro de 2015, a colaboradora levou ao conhecimento dele toda a situação de que tinha conhecimento, mas tudo continuou da mesma forma até sua exoneração, a pedido, quando da operação “Dama de Espadas”, deflagrada em 20 de agosto de 2015; que esclarece que, na administração do deputado Ezequiel Ferreira, todos os servidores da ALRN, efetivos e comissionados, ativos e inativos, passaram a receber remuneração e proventos exclusivamente por meio de crédito em conta-corrente;

 

Saiba Mais: Delatores citam Carlos Eduardo e Robinson Faria em denúncias de corrupção às vésperas das eleições

 

Confira os nomes de membros do Executivo, Legislativo, Judiciário apontados por Rita Mercês como supostos beneficiários no esquema envolvendo inclusão de funcionários fantasmas na folha da Assembleia Legislativa

Ex-deputados estaduais

Fábio Dantas

Gilson Moura
Wober Jr.
Ruth Ciarlini
Alexandre Cavalcanti
Dibson Nasser
Cláudio Porpino
Ronaldo Soares
Carlos Marinho
Gesane Marinho.

 

Consultores

Paulo de Tarso Pereira Fernandes
Erick Pereira.

 

Vereadores de Natal

Paulinho Freire
Luiz Almir
Fernando Lucena
Franklin Capistrano
Chagas Catarino.

Ex-prefeitos

Micarla de Souza
Ivan Júnior

 

Desembargadores

Expedido Ferreira
Virgílio Macedo
Cláudio Santos
João Rebouças
Dilermando Costa
Aderson Silvino
Saraiva Sobrinho
Amaury Moura
Osvaldo Cruz
Rafael Godeiro

 

Conselheiros do TCE

Renato Dias
Poti Jr.
Tarcísio Costa
Adélia Sales
Paulo Roberto Chaves Alves
Alcimar Torquato
Antônio Câmara (conselheiro aposentado)
Valério Mesquita

 

Ex-governadores do Estado

Rosalba Ciarlini
Wilma de Faria
Geraldo Melo
Fernando Freire.

 

Senadores

Garibaldi Alves
José Agripino Maia

 

Deputados federais

Fábio Faria
Felipe Maia
Rafael Motta
Walter Alves
Antônio Jácome
Paulo Davim

 

Ex-deputado federal

Henrique Alves

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: