CAPA, DEMOCRACIA

Haddad e Fátima vencem no RN, indica Certus

A Fiern publicou na manhã desta segunda-feira (15) a primeira pesquisa de intenção de votos realizada para o 2º turno das eleições do RN. De acordo com o instituto Certus, o Partido dos Trabalhadores venceria Governo do estado e Presidência, com 53,62% e 56,82% dos votos válidos, respectivamente.

Presidência

Na sondagem estimulada das preferências para presidente, Fernando Haddad (PT) com 45,46%, enquanto Jair Bolsonaro (PSL) tem 34,54%. A diferença entre os dois candidatos que disputam a Presidência da República fica em 10,92 pontos percentuais. Enquanto isto, 8,37% afirmam que não sabem em quem vai votar e 11,42% respondem “nenhum”.

Considerando os percentuais de votos válidos, Fernando Haddad tem 56,82%. Isso significa que, com a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, ele pode estar com índices que variam entre 53,82% e 59,82% e Jair Bolsonaro tem 43,18% dos válidos. Portanto, há possibilidade de estar entre 40,18% e 46,18%.

Nas regiões geográficas, o candidato do PT vai a 68,39% no Alto Oeste, enquanto o do PSL fica com 47,17% na Grande Natal.

Jair Bolsonaro tem uma rejeição de 52,13%, que é o índice dos que afirmam não votar “nele de jeito nenhum”, chegando a 71,61% no Alto Oeste. Responderam que votaria nele “com certeza”, 32,20% e que poderia vir a votar 13,48%.

O índice de rejeição de Fernando Haddad é de 41,56 pontos, percentual dos que respondem não votar nele de jeito nenhum. Afirmam que votariam em Haddad “com certeza” 39,65%; enquanto 17,38% que poderiam votar.

Governo do RN

Na pergunta estimulada, a candidata do PT, Fátima Bezerra, tem 53,62% dos votos válidos, com um intervalo de confiança entre 50,62% e 56,62%. O candidato do PDT, Carlos Eduardo Alves, está com 46,38%, com intervalo de confiança entre 43,38% e 49,38%.

No Primeiro Turno, conforme os resultados oficiais divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral, Fátima obteve 46,17% dos votos válidos (748.150 votos) e Carlos Eduardo 32,45% (525.933 votos).

Considerando-se os votos totais, a FIERN/Certus apurou que Fátima Bezerra aparece com 44,61%, e Carlos Eduardo tem 38,58%. “Nenhum” chega a 9,72% e “Não Sabe” a 6,88%.

Por região geográfica, Fátima Bezerra tem sua melhor situação no Alto Oeste, onde chega a 66,45% e a pior na Grande Natal, com 28,70%; Carlos Eduardo se sai melhor na Grande Natal, com 54,13%, e pior no Alto Oeste, 20%. Por sexo, Fátima chega a 45,14% entre as mulheres e 43,97% entre os homens; Carlos Eduardo atinge 39,75% entre os homens e 37,61%, com as mulheres.

Fátima Bezerra e Carlos Eduardo apresentam números de rejeição muito próximos. Enquanto a candidata do PT atinge a marca de 40,07%, o candidato do PDT fica com 38,16%. Por região, a rejeição de Fátima Bezerra é maior na Grande Natal, 58,48%, e menor no Alto Oeste, 21,94%; Carlos Eduardo tem rejeição maior no Alto Oeste, 47,74%; e menor na Grande Natal, 27,61%.

A pesquisa também apurou a migração de votos do Primeiro para o Segundo Turno entre os candidatos a governador. 91,13% dos que votaram em Carlos Eduardo no Primeiro Turno responderam que pretendem manter a escolha; e 92,80% dos que votaram em Fátima Bezerra afirmaram que preservam a opção no Segundo Turno. Já 47,57% dos que votaram em Robinson Faria dizem que votarão em Carlos e 33,98% em Fátima; 62,71% dos que votaram em Brenno Queiroga afirmam que votarão em Carlos e 22,03% em Fátima; 35,71% dos que optaram por Carlos Alberto afirmam que votarão em Carlos Eduardo e 28,57% em Fátima.

Quanto ao voto casado de presidente e governador, 72,90% dos que votam em Bolsonaro pretendem votar em Carlos Eduardo e 13,14% em Fátima Bezerra. Já 76,60% dos que votam em Fernando Haddad declaram voto em Fátima Bezerra, e 17% em Carlos Eduardo.

A pesquisa foi realizada pelo instituto Certus e foi registrada na Justiça Eleitoral sob os números BR – 00385/2018 e RN – 02146/2018. Ela foi realizada de 10 a 13 de outubro, com 1410 entrevistas, 7 regiões do RN e margem de erro 3%.

 

Fonte: Fiern. 

Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *