BLOG

Morte ao conhecimento: bolsominion ataca livro da biblioteca da UFRN

Mais um exemplo de intolerância e depredação do patrimônio público nas universidades brasileiras.

A biblioteca da UFRN, em Natal, foi atacada por um simpatizante do pré-candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSC).

A servidora da Biblioteca Central Zila Mamede Manuella Medeiros encontrou o livro “Desarmamento: evidências científicas”, de Marcos Rolim (2005), com várias páginas rasgadas e riscadas.

O vândalo ainda fez questão de deixar claro a referência à #Bolsonaro2018, além de desejar “Morte ao Comunismo”.

Manuella publicou um vídeo em sua conta particular no Instagram, onde mostra o livro com várias páginas riscadas. Na rede, ela escreveu “morte ao conhecimento” e questionou se era esse tipo de pessoa que deseja eleger Bolsonaro.

Jair Bolsonaro e seus seguidores defendem armar a população como método para o combate à violência, ainda que todas as pesquisas realizadas sobre o tema até o momento apontem o efeito contrário.

O artigo 163 do código penal prevê pena de seis meses a três anos de prisão ou multa a quem destruir, inutilizar ou deteriorar patrimônio público da União, Estado ou Município.

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

12 Comments

  1. Existe alguma chance de identificar o responsável? Seria interessantíssimo identifica-lo para que as medidas cabíveis pudessem ser tomadas.

  2. Não nos deixemos influenciar por pessoas desequilíbradas e rotular um suposto candidato por atitude de uma pessoa que se diz simpatizante de “A” ou “B” porque vamos condenar uma pessoa que não sabe quem toma uma atitude dessa inaceitável num momento de surto. Isso chama-se – Alienação!

  3. Desarmar a população e jogar na mão de bandidos armados foi uma atitude imbecil da esquerda comunista. Quanto a a comunistas, essa facção não devia existir num país cuja democracia é tão festejada.

  4. Monstro quem garante que foi um simpatizante de Bolsonaro pode ate ter sido você querendo se vitimizar. Tenho vergonha de fazer parte de uma universidade com pessoas como você.

  5. Pois é, tudo por causa de um vandalismo contra um único livro, mas o que os esquerdistas fizeram com aquele empresário que bateu a cabeça no caminhão e teve traumatismo craniano não consta, tomar ruas e depredar prédios públicos não importa, aí um cara rasga e risca um livro que ele não gostou, e pronto vira notícia, cara, eu não consigo descrever o tamanho da falta de senso. Hipocrisia até umas horas.

  6. Hj tá tudo muito complicado as pessoas não tem cultura , responsabilidade , amor a si mesmo e pior ao próximo, ninguém pode opinar pois corre o risco de ser mal interpretado e vir alguém tomar satisfação armado . Tá tudo muito difícil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *