BLOG

Trabalhadores sem teto decidem desocupar tríplex atribuído a Lula

Ocupação do Tríplex do Guarujá ocorreu na manhã de 16 de abril

Trabalhadores sem-teto que ocuparam na manhã desta segunda-feira (16) o apartamento tríplex do Guarujá, atribuído pelo juiz Sérgio Moro ao ex-presidente Lula, decidiram em assembleia deixar o prédio. O movimento é organizado pelo MTST e a Frente Povo Sem Medo.

A Polícia Militar entrou em contato com a direção do MTST e deu um prazo para a desocupação. De acordo com Josué Rocha, uma das lideranças do movimento, o objetivo da ação foi atingido com a ampla divulgação do ato pacífico. A desocupação está sendo negociada com a PM, mas deve ser concluída ainda nesta segunda-feira.

– Mais importante é sair com o recado para todo o país. Esse processo é uma farsa, não há prova que ligue o tríplex ao Lula. Essas ações são para exigir liberdade do Lula.

Rocha afirmou que a ocupação do tríplex do Guarujá atribuído a Lula é apenas a primeira das manifestações que ocorrerão esta semana em defesa do ex-presidente.

No início da ocupação, em vídeo gravado, o principal líder do MTST e pré-candidato à presidência da República Guilherme Boulos (PSOL) destacou que o ato tinha o objetivo de revelar a farsa do processo que resultou na prisão do ex-presidente Lula:

– O tríplex do Guarujá foi ocupado pelo povo sem medo. Se é do Lula o povo pode ficar. Se não é, o Sérgio Moro precisa explicar porque ele está preso.

A página oficial de Guilherme Boulos está transmitindo ao vivo a Ocupação. Para acessar, clique aqui

SAIBA MAIS

Tríplex atribuído a Lula é ocupado por militantes sem-teto

Previous ArticleNext Article
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: