BLOG, DEMOCRACIA

Votação no RN teve 33 prisões por crimes eleitorais

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) divulgou os números finais da Operação Eleição 2018 no Rio Grande do Norte. Foram 33 prisões envolvendo crimes eleitorais em todo estado, sendo: 20 de boca de urna; 4 de transporte irregular de eleitores; 3 por compra de votos; 1 roubo; 1 homicídio; 1 desacato; 1 apreensão de material; 1 porte ilegal e 1 caso de desobediência.

Os casos ocorreram nos municípios de Santa Cruz, Macau, Natal, Touros, Serra do Mel, São José de Mipibu, Santana do Mato, Pureza, Poço Branco, Pendências, Maxaranguape, Caraúbas, Parnamirim, Jucurutu, Governador Dix-Sept Rosado, Pedro Velho, Mossoró, Venha Ver, Ceará-Mirim, Santo Antônio, Baía Formosa e Canguaretama.

Nas cidades de Passa e Fica e Pedro Velho, o Ministério Público Eleitoral (MPE) apreendeu material de compra de voto. Em Passa e Fica, foram encontradas na residência de uma pessoa ligada a candidatos a deputado estadual duas listas com nomes de pessoas e informações relativas a possíveis pagamentos efetuados a cada uma delas.

Já em Pedro Velho, foi apreendida uma lista com nomes de pessoas e pagamentos distintos para cada, cujos valores variam de R$ 500 a R$ 4,5 mil. Havia também comprovantes de votação de eleitores, possíveis promessas de consultas médicas e “santinhos” dos candidatos a deputado estadual e federal Galeno Torquato e Benes Leocádio, ambos eleitos.

Com informações da Sesed e MPRN.

Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *