OPINIÃO

1º de maio

dia de trabalho

se lava com sal

não à toa

o nome salário

o sal da lágrima

lambe o sol

do corpo

suado

do dia que não para

não à toa

se chama salário

 

numa gira da vida

em torno do mar

do imenso mar

em busca

de sal e sonho

esperança

num olho de peixe

que escorre água

e desejo

de correr mundo

desejo de sal

não à toa

salário

 

nele crescem

músculos

pra enfrentar

nele exercícios

de solidão

e contemplação

sempre

em eterno balanço

dele vem toda a rotina

de vai e vem

e mudança

é da espuma

que lava e tece

que vem o laboro

da vontade da vista

pousada no mar

 

o trabalho e o sonho

o desejo de triunfo

e de conquista

é do mar

o que nos move

em tempos modernos

não à toa

salário

 

o pagamento de sal

extraído de mar

só essa lembrança

de cheiro de água

salgada

ao menos intenta

uma paga aos dias

de desespero

na parte baixa do navio

as horas de convés

pra quem conseguiu

no enjôo dessa vida

difícil de marejo

buscar sal

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
Eveline Sin é artista, poeta e grafiteira. Escreve às quartas-feiras.