Carlos Fialho escreve às segundas-feiras

Marcos Vinícius

O escritor e publicitário Carlos Fialho escreve hoje sobre o assassinato do garoto Marcos Vinícius no Rio de janeiro, quando vestia a farda da escola. Em 1992, Fialho também perdeu seu Marcos Vinícius, morto pela polícia do RN