DEMOCRACIA

Editorial do New York Times diz que Bolsonaro é “escolha triste” para democracia

O jornal americano New York Times destacou em editorial que a liderança do candidato Jair Bolsonaro (PSL) na disputa pela Presidência do Brasil representa “um dia triste para a democracia”. Veja aqui.

O texto foi publicado no domingo (21) e lamenta que “a desordem e o desapontamento” distraiam os eleitores e os “façam abrir as portas para populistas ofensivos, cruéis e teimosos”.

Na visão do periódico, o “tempestuoso” militar brasileiro tem “visões repulsivas” e, ainda assim, deve sair vencedor contra Fernando Haddad, que “falhou em superar a associação de seu partido com a corrupção e a má gestão” na campanha, apesar da popularidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A publicação também compara Bolsonaro a Donald Trump, destaca que ele tem nostalgia pelos “generais e torturadores” da ditadura militar brasileira (1964-1985), abertamente defendida pelo candidato e que “os pontos de vista nojentos de Bolsonaro são interpretados como sinceridade, sua obscura carreira como parlamentar como a promessa de um forasteiro”.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais