Em defesa dos livros

A escritora e professora Cellina Muniz comemora o Dia Mundial do Livro lembrando a ausência de política de leitura e acesso aos livros