Loucos, Santos e Chapados

O professor, escritor, dramaturgo e filósofo Pablo Capistrano recorre à geração beat em mais um artigo da série “Revoluções da Modernidade”