CIDADANIA

Primeiras crianças são vacinadas contra a covid-19 no RN

A vacinação das crianças com idade entre 5 e 11 anos no RN começou na manhã deste sábado (15), com ato simbólico na Unidade Básica de Saúde do bairro Amarante, município de São Gonçalo do Amarante, 24 horas após o Governo do Estado receber do Ministério da Saúde o primeiro lote da vacina com 20.900 doses.

A primeira criança a ser vacinada contra a covid-19 no estado foi Emerson Miguel, de 9 anos de idade. Lenilma Tavares, moradora do bairo Jardim Lola, em São Gonçalo do Amarante, mãe de Miguel, disse que aguardava ansiosa o momento de vacinar o filho.

“Toda a nossa família está vacinada, faltava Miguel. Agora ele também está protegido e imunizado”, afirmou, ressaltando a importância da vacina. “Espero que todos tenham essa consciência. Protegidas as crianças podem voltar às aulas com segurança e proteger também os professores”, acrescentou Lenilma.

As vacinas chegaram na sexta-feira (14) e já foram enviadas pela Secretaria de Saúde do Estado aos municípios.

“Que alegria estarmos acompanhando, aqui em São Gonçalo, a aplicação das primeiras vacinas de nossas crianças. Um processo que começa tarde porque, mesmo a Anvisa tendo autorizado desde 15 dezembro, só agora o Ministério da Saúde enviou. Nós do Governo do Estado vamos fazer a nossa parte: cobrar do Governo Federal o envio de mais imunizantes e agilizar a distribuição para que os municípios possam vacinar 100% dos nossos meninos e meninas”, disse a governadora, Fátima Bezerra, durante o ato que vacinou pelo menos 10 crianças para então seguir a estratégia do município.

Quem pode se vacinar

Por ser um baixo quantitativo perto da quantidade estimada em aproximadamente 350 mil crianças, a orientação é que a vacinação comece por aquelas com comorbidades ou deficiência permanente.

Os fatores de risco para covid-19 grave em crianças relatados são obesidade, diabetes tipo 2, asma, doenças cardíacas e pulmonares e doenças neurológicas, distúrbios do desenvolvimento neurológico e doenças neuromusculares, devendo ser essas as comorbidades priorizadas para a vacinação.

Em seguida, o calendário segue escalonamento por idade crescente, iniciando com as crianças de 5 anos. O intervalo da primeira e segunda doses é de oito semanas.

Cadastrar as crianças como dependentes no portal RN + Vacina agiliza o processo de vacinação. A orientação é do secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia, que acompanhou a governadora em São Gonçalo do Amarante.

“Os adultos devem cadastrar os filhos no RN + Vacina para que tenhamos maior controle e mais rapidez na vacinação. A Sesap e a governadora estão fazendo sua parte para proteger a vida e as crianças”, pontuou.

A vacinação de crianças ainda não começou em Natal. A Prefeitura anunciou que fará ainda uma capacitação dos vacinadores na próxima segunda-feira (17).

Saiba Mais: Covid-19: Natal atrasa início da imunização infantil e anuncia capacitação para vacinadores na segunda-feira

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo