TRANSPARÊNCIA

Abrigos destinados à população em situação de rua em Natal serão fiscalizados

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Natal vai iniciar uma série de visitas, a partir desta terça-feira (28) em ação de fiscalização dos abrigos que acolhem a população em situação de rua em Natal.

A criação dos abrigos, em escolas da cidade foi de iniciativa da Prefeitura após pressão do Movimento de População em Situação de Rua em Natal, e tem como objetivo oferecer maior proteção à população de rua durante a pandemia. Os três espaços destinados como abrigo oferecem 143 vagas, quantidade insuficiente para o número de pessoas em vulnerabilidade nas ruas da cidade.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), em 2016, haviam 1.082 pessoas em situação de rua na capital potiguar.

De acordo com Divaneide Basílio (PT), vereadora e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, a ação é motivada por diversas queixas de movimentos quanto à “falhas no serviço ofertado”.

“A ação é o resultado do diálogo permanente que mantemos com os movimentos e instituições que monitoram os segmentos da sociedade em maior condição de vulnerabilidade, que tem se queixado de falhas no serviço ofertado pelo Executivo Municipal”, disse a parlamentar.

A ação deve seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e Governo do Estado para atividades em ambientes externos e conta com parcerias das Frentes da Criança e do Adolescente e da População em Situação de Rua da CMN, além do Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento da Política para Inclusão da População em Situação de Rua (Ciamp-Rua).

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Kamila Tuenia
Jornalista potiguar em formação pela UFRN, repórter e assessora de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *