+ Notícias

Acidentes de trabalho com máquinas custam R$ 732 mi à previdência

Entre 2012 e 2018, máquinas e equipamentos provocaram 528.473 acidentes de trabalho, matando 2.058 e amputando 25.790 pessoas, no Brasil. Os números foram divulgados pelo o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, ferramenta criada pelo Ministério Público do Trabalho em parceria com a Organização Internacional do Trabalho, que reúne informações de bancos de dados oficiais do governo.

Com isso, nos últimos seis anos, máquinas e equipamentos se tornaram o principal agente causador de acidentes de trabalho, ocupando 15,19% dos registros feitos no período. No mesmo período, as despesas com afastamentos acidentários custaram R$ 732 milhões à Previdência Social.

 “O total de mortes causadas por esse grupo é três vezes maior e, de amputações, chega a ser de 15 vezes mais, do que a média das demais causas“, afirma o procurador Leonardo Osório Mendonça, coordenador nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat), do MPT.

Para o coordenador da Codemat, Leonardo Osório “é preciso conscientizar os empregadores da importância de seguirem as orientações detalhadas fixadas pela Norma Regulamentadora nº 12, que traz medidas de prevenção a serem adotadas nas atividades com máquinas e equipamentos“.

Conheça a norma regulamentadora nº12 do MPT

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *