TRABALHO

Agência Saiba Mais dobra acessos no trimestre e alcança em março maior audiência da história

A agência de reportagem e jornalismo independente Saiba Mais alcançou em março a maior audiência da história do veículo ao longo de três anos e meio. Ao todo, foram 311 mil páginas visualizadas no mês, percentual 36,86% maior que os acessos registrados em fevereiro e quase 60% a mais do que a audiência de março do ano passado.

Os dados são do Google Analytics, principal plataforma de monitoramento da internet.

Os números mostram que a agência Saiba Mais se consolidou como o maior produtor de conteúdo de jornalismo independente do Rio Grande do Norte e um dos principais veículos alternativos da região Nordeste.

O crescimento da audiência é contínuo. Em 2020, a audiência já foi 45% mais alta que a registrada no ano anterior (2019).

Desde a fundação, em agosto de 2017, a agência Saiba Mais já alcançou 2,3 milhões de usuários e bateu a marca de 4,5 milhões de páginas visualizadas.

Criado por quatro jornalistas – Rafael Duarte, Iano Flávio, Daniel Duarte e Vladmir Alexandre – o veículo é pautado por quatro eixos: a defesa da democracia, dos Direitos Humanos, das liberdades individuais e da ciência.

Atualmente, a equipe conta com sete profissionais e uma redação formada majoritariamente por mulheres: a editora Jana Sá e as repórteres Mirela Lopes, Isabela Santos e Rose Serafim. Seguem na equipe três co-fundadores: o editor Rafael Duarte, o diretor de redação Iano Flávio e o diretor de arte Daniel Duarte.

O crescimento da audiência da agência Saiba Mais mostra a importância do jornalismo qualificado e também do conteúdo local, destaca Rafael Duarte:

“É uma evolução significativa e importante porque mostra que, quando o jornalismo é bem feito mesmo com poucos recursos e o veículo é honesto com o seu público, as pessoas valorizam consumindo o conteúdo e apoiando, seja através da divulgação ou contribuindo financeiramente”, afirma.

O jornalista reforça e agradece o apoio que o veículo tem recebido do público, responsável hoje por 30% do orçamento da redação, que custeia o salário da equipe e outras despesas como contador, imposto, transporte, telefone e manutenção do site.

– O bom jornalismo, sério e de qualidade, tem um custo. E acho que aos poucos as pessoas começam a perceber isso. Temos insistido nisso, pedindo o apoio, a contribuição financeira para existir e crescer. Temos parceiros incríveis ao nosso lado desde o começo, mas o financiamento direto do leitor é o melhor combustível e incentivo para que continuemos a produzir e informar a população”, destacou.

A agência Saiba Mais tem uma seção exclusiva para contribuições que podem ser feitas via PagSeguro, com desconto mensal no cartão de crédito, transferência bancária e agora também pelo Pix. Para contribuir clique aqui

Há vários projetos em curso já para serem colocados em prática nas próximas semanas, entre eles uma campanha de financiamento coletivo pelo Catarse, com mais benefícios para os leitores, e um programa diário no Youtube. Algumas parcerias estão sendo fechadas:

– Temos algumas coisas engatilhadas e em fase final de planejamento, alguns projetos na área de audiovisual também. E uma campanha de financiamento mais robusta com algumas parcerias com pessoas que, assim como a gente, estão na batalha para sobreviver e movimentar a cidade”, disse.

Em outubro de 2020, a agência Saiba Mais foi selecionada ao lado de outros 9 veículos do Brasil pelo programa Diversidade nas Redações, criado pela ÉNóis laboratório de jornalismo, o que garantiu a contratação de uma repórter e um acompanhamento mensal na parte de gestão.

A agência Saiba Mais também é fundadora da Associação de Jornalismo Digital (Ajor) ao lado de outros 28 veículos do Brasil, a exemplo do Marco Zero Conteúdo (PE), Amazônia Real (AM), Agência Eco (CE), AzMina (SP), Agência Pública (SP), entre outras.

 

 

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *