DEMOCRACIA

“Ainda é cedo para pensar em flexibilização do uso da máscara”, afirma Sesap

“Ainda é cedo para pensar em flexibilização do uso da máscara”. Essa é a posição do Governo do Estado do Rio Grande do Norte. Através de nota, a secretaria estadual de Saúde Pública (Sesap) reforçou que o atual momento da pandemia da Covid-19 é de manutenção dos cuidados sanitários.

O posicionamento do governo do RN acontece depois do cientista Ricardo Valentim, diretor executivo do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, prevê tornar o uso de máscaras não mais obrigatório quando o estado alcançar 70% da população adulta completamente vacinada.

Mas para a Sesap, “existe hoje um visível aumento do número de casos em todo o estado”, o que mostra que a covid não está sob controle, embora com indicadores positivos relacionados à vacinação. A porcentagem de imunizados com duas doses segue insuficiente, cerca de 56%, enquanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) indica ao menos 80%.

Nesta sexta, 29, a plataforma Regula RN apontou o aumento de ocupação de leitos críticos por pacientes com covid-19, enquanto registra um número superior a 200 mil pessoas com atraso na segunda dose da vacina contra covid-19.

As médias de mortes e novos casos encontram-se em uma tendência de estabilidade. Nas últimas 24 horas, o Estado não registrou mortes por Covid-19, e totaliza 7.396 óbitos desde o início do surto, em março de 2020.

Para a Sesap, ainda há diversas questões sobre a covid que causam preocupação. Entre elas, o elevado número de atraso da segunda dose. Quadro que pode ser agravado com a aproximação do fim de ano e dos anúncios de shows e eventos comemorativos dessa época do ano, como Carnatal e o Natal em Natal.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo