DEMOCRACIA

Álvaro Dias é processado por usar imagens de campanha institucional da Prefeitura de Natal em seu programa eleitoral

O prefeito de Natal e candidato à reeleição, Álvaro Dias, está sendo processado por utilizar a mesma identidade visual das campanhas divulgadas pela Prefeitura de Natal em seus programas eleitorais. O documento apresentado à Justiça Eleitoral aponta, como um dos exemplos, o uso da imagem de uma cidadã sendo atendida por um profissional de saúde em um centro de atendimento da Prefeitura Municipal de Natal dentro de um ginásio. Na propaganda divulgada em horário eleitoral, o candidato Álvaro Dias utiliza a imagem da mesma pessoa, com a mesma roupa, recebendo Ivermectina no mesmo ginásio. A ação configuraria uso indevido do mesmo banco de imagens pertencente a campanha publicitária da Prefeitura de Natal. De acordo com a denúncia, o caso se repete em inúmeras outras situações.

Foto: imagem usada pela Prefeitura de Natal e, na sequência, imagem utilizada na campanha de Álvaro Dias

Foto: imagem usada pela Prefeitura de Natal e, na sequência, imagem utilizada na campanha de Álvaro Dias

Foto: imagem usada pela Prefeitura de Natal e, na sequência, imagem utilizada na campanha de Álvaro Dias

Foto: imagem usada pela Prefeitura de Natal e, na sequência, imagem utilizada na campanha de Álvaro Dias

Além disso, o candidato à reeleição também estaria descumprindo o dever de protagonismo ao esconder o nome da candidata à vice-prefeita e até mesmo a coligação da qual fazem parte.

 

Outra irregularidade apontada no processo, é que a empresa que realiza a propaganda eleitoral de Álvaro Dias é a mesma que venceu a licitação para fazer as propagandas do município de Natal, a “Base Propaganda”. No entanto, até o momento, a empresa não declarou ter recebido qualquer valor pela campanha eleitoral de Álvaro Dias, apesar de já ter recebido, só em 2020, mais de dois milhões (R$ 2.234,603,24) da Prefeitura de Natal.

Na ação, apresentada pelo candidato pelo Partido dos Trabalhadores (PT) Jean Paul Prates, é solicitada a apuração dos crimes de improbidade administrativa, além de abuso de poder político e econômico. Também é solicitada a cassação da chapa ou, caso o resultado já tenha sido divulgado, a cassação da diplomação de Álvaro Dias e da vice. Segundo a denúncia, o fato da empresa responsável pela campanha de Álvaro Dias usar a mesma identidade visual das propagandas da Prefeitura, acaba confundindo o eleitor que não sabe se está vendo uma propaganda da Prefeitura ou do candidato.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *