+ Notícias

Amazonas pode ser o primeiro Estado a decretar confinamento obrigatório

Com 90% dos leitos hospitalares do Estado ocupados por pacientes diagnosticados com a Covid-19, o governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima (PSC), trabalha para aumentar a capacidade de atendimento da sua rede de saúde e avalia quarentena total.

Em entrevista ao EL PAÍS, o governador, aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), diz preferir seguir orientações científicas. “Vou prezar por aquilo que a ciência tem nos mostrado até agora”.

O Estado ocupa o quarto lugar em casos da Covid-19. São 1.275 infectados e 71 mortes pela doença. “Estamos avaliando os números e, se a gente continuar numa evolução significativa, não vamos ter outra alternativa a não ser colocar todo mundo em quarentena, a aumentar as medidas restritivas”, afirmou Lima.

Com a disparada de casos de coronavírus, o governo tenta convencer a população da necessidade do distanciamento social para conter o avanço dos casos no Estado e busca alternativas para atender a demanda da doença nas redes de saúde.  Segundo Lima, o Governo firmou parceria com uma montadora de motos para produzir respiradores artificiais e abastecer hospitais.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *