Principal

Após anunciar própria demissão, George Antunes permanece no cargo

Anúncios

Após demonstrar indignação com o descumprimento do isolamento e abertura do comércio na capital, o secretário de Saúde de Natal, George Antunes, vai permanecer à frente da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A assessoria da SMS confirmou à Agência Saiba Mais a continuidade do médico no cargo, após o próprio George Antunes ter anunciado o pedido demissão na imprensa alegando que a situação da pandemia na capital e no estado seria uma “tragédia anunciada”.

Em entrevista concedida na manhã desta segunda-feira (1º), Antunes chegou a dizer que se nada for feito para mudar o cenário de crise atual, em breve pessoas morrerão nas calçadas sem conseguir atendimento.

O secretário alertou ainda que a estimativa é que o pico da pandemia do novo coronavírus ocorra no estado próximo ao dia 15 de junho e se mantenha por mais 15 dias. Além disso, George afirmou que as Unidades de Pronto Atendimento em Natal estão superlotadas

Ao blog do jornalista Dinarte Assunção, ele confirmou que o desentendimento foi gerado a partir da entrevista e que o próprio Álvaro Dias o demitiu. “Eu não tenho interesse de causar embaraço ao prefeito. Ele mandou emissários para eu rever minha posição. Mas quem me demitiu foi ele. Acredito que vamos conversar ainda hoje sobre isso”, disse.

No momento, a situação foi contornada e, mesmo após ter a possibilidade de demissão noticiada, George Antunes seguiu sua agenda como secretário. O titular ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto e também não atendeu as ligações da agência Saiba Mais.

Segundo a última atualização da Secretaria de Saúde de Natal, a capital potiguar registra 104 óbitos pela Covid-19, 3.394 casos confirmados, além de 6.469 casos suspeitos.

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Kamila Tuenia
Jornalista potiguar em formação pela UFRN, repórter e assessora de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *