TRANSPARÊNCIA

Após feriadão induzido para aumentar isolamento, índice de 48% ainda não é ideal

Passado o feriado prolongado no Rio Grande do Norte, que teve o feriado estadual dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, comemorado no dia 3 de outubro, antecipado para a sexta-feira (15) para aumentar o isolamento social, o índice de pessoas cumprindo as orientações  de quarentena ainda é considerado baixo.

Apenas 48% da população norte-riograndense cumpre isolamento, de acordo com dados da empresa de tecnologia In Loco referentes ao domingo (14). O aumento, em relação a 10 de junho – quando o índice era de 41,3% – foi de menos de 7 pontos percentuais, quando o considerado ideal para o estado dada a situação epidemiológica é de 60%.

Mesmo com o aumento no isolamento, a taxa do RN é a 9ª pior do Brasil e a terceira mais baixa do Nordeste, ficando atrás somente de Bahia (47,2%) e Sergipe (43,78%), estado com o menor índice do Brasil. O isolamento social é a principal medida adotada para tentar conter o avanço da Covid-19, evitando o contágio do novo coronavírus.

No sábado (13), o estado potiguar teve 39,8% de adesão ao afastamento social. Foi o pior desempenho entre os quatro dias do feriadão. Na quinta-feira (11), a taxa chegou a 49,2%, Já na sexta (12) foi de 41,9%.

Os melhores indicadores de isolamento no país são de estados do Norte: Rondônia (54,26%), Acre (53,19%) e Amapá (51,78%).

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Kamila Tuenia
Jornalista potiguar em formação pela UFRN, repórter e assessora de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *