TRANSPARÊNCIA

Após Justiça obrigar abertura do hospital de Campanha, prefeitura anuncia contratação direta de funcionários

A prefeitura de Natal vai contratar de forma direta os profissionais que atuarão no hospital de Campanha. Após cancelar duas vezes o contrato com a empresa T&N Serviços em Saúde, em razão de ligações de uma das sócias com a família do prefeito de Natal Álvaro Dias (PSDB), e a Justiça obrigar a abertura do hospital, o município divulgou nota anunciando a abertura de um edital de processo seletivo simplificado sob orientação da secretaria municipal de Saúde.

Leia a nota na íntegra

Comunicado sobre contratação de profissionais de saúde em Natal

Em virtude do cancelamento do contrato com a empresa para terceirização de mão de obra destinada aos trabalhos no combate à Covid 19, a Prefeitura do Natal esclarece que, para não paralisar o Hospital de Campanha, e, tendo em vista a gravidade da situação, resolveu adotar a contratação direta temporária dos funcionários que trabalharão naquela unidade de saúde.

Diante da expansão no número de casos da Covid 19 na cidade, foi publicado decreto em edição extra do Diário Oficial do Município do dia 10/05/2020 autorizando a contratação temporária de pessoal pela Secretaria Municipal de Saúde. O objetivo é completar o quadro técnico que irá atuar no enfrentamento da pandemia, para se obter maior agilidade na contratação e aproveitamento dos profissionais que já foram capacitados para o trabalho no Hospital de Campanha de Natal.

Os médicos já estão contratados via Cooperativa Médica e, junto com as equipes de urgência e emergência, estão trabalhando e definindo protocolos de atendimento.

O decreto autoriza também a abertura de Processo Seletivo de caráter emergencial para atender necessidade de excepcional interesse público e garantir o funcionamento do Hospital de Campanha, Hospital Municipal de Natal, Hospital dos Pescadores e Hospital Infantil Sandra Celeste. O processo será destinado ao provimento temporário de vagas e formação de cadastro de reserva, a serem convocados de acordo com a necessidade do serviço.

As vagas a serem preenchidas serão para Nível superior: enfermeiro, fisioterapeuta, farmacêutico, farmacêutico bioquímico, nutricionista, assistente social, psicólogo e engenheiro clínico; e nível médio: técnico em enfermagem, técnico em radiologia, técnico de laboratório e auxiliar de farmácia.

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *