Blog do Rafael Duarte

Após pressão dos empresários, Governo flexibiliza medidas de isolamento no dia em que RN tem recorde de mortes confirmadas em 24 horas

No mesmo dia em que o Governo do Rio Grande do Norte anunciou a flexibilização das medidas de isolamento, autorizando o funcionamento de várias atividades até então proibidas, a secretaria de Estado de Saúde Pública confirmou cinco mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. A maioria, a partir do resultado de exames que aguardavam confirmação. Ainda assim, um recorde de óbitos divulgados num único dia.

O novo decreto atenuando as medidas restritivas é resultado da pressão de entidades do segmento empresarial, a exemplo da Fecomercio, FIERN e CDL, que, a partir de agora, se tornam corresponsáveis pela tragédia iminente no sistema de saúde do Estado.

As autoridades estaduais de saúde têm chamado a atenção em todas as entrevistas coletivas, para o aumento da sobrecarga do sistema de saúde. O número de casos confirmados subiu para 708, com 107 pacientes internados. Há ainda 3.086 pessoas com suspeita de infecção pelo novo Coronavírus.

Isso, fora as subnotificações, cujo número é desconhecido, mas bem maior que os dados oficiais.

Na coletiva desta quinta-feira (23), o controlador-geral do Estado Pedro Lopes afirmou que com o decreto publicado no DOE, o Governo, “de forma preliminar, começa a promover medidas com foco na normalização das nossas atividades”.

É inacreditável que o Governo fale em “normalização das nossas atividades” enquanto o pico da pandemia, estimado pela própria Sesap, ainda nem chegou.

É sabido que, entre os Estados da região Nordeste, a situação do Ceará e de Pernambuco é bem mais grave que a do Rio Grande do Norte. Mas o relaxamento das medidas restritivas agora nos deixa mais perto do desastre do que da sala de recuperação.

O controlador citou a liberação das atividades industriais e, em resposta a um questionamento de um repórter, afirmou que o serviço de podologia se enquadra entre as atividades essenciais.

Lopes afirmou, no entanto, que “o Governo continua com a política de priorizar a segurança, a saúde e a vida das pessoas, mas já olhando para o processo de retomada”.

Ele admitiu que o Governo “começa a dialogar com os setores econômicos, constituindo comitê integrado por industrias, comércio e municípios para começar as tratativas e protocolos para iniciarmos uma nova fase que comecemos a retomar uma normalidade que não será instantânea, mas gradual e sempre atendendo protocolos de segurança”.

O Governo tem feito um trabalho louvável em relação à transparência das informações sobre a pandemia, subindo de posição entre os Estados em rankings nacionais e internacionais da área. A sociedade vem acompanhando a edição de sucessivos decretos com o intuito de aumentar as restrições e os índices de isolamento social, ainda que os gestores da Sesap cobrem cada vez mais responsabilidade da população. A própria governadora Fátima Bezerra já gravou vídeos fazendo apelos aos prefeitos do interior para cumprir as medidas de distanciamento.

Não é hora de relaxar.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *