TRANSPARÊNCIA

Após recomendação do MPF, interventor do IFRN suspende compra de notebooks a R$ 12,7 mil

O interventor do IFRN Josué Moreira voltou atrás e suspendeu o processo de compra de 20 computadores do tipo Macbook i5 13. A revogação do processo tinha sido recomendada pelo Ministério Público Federal em 24 de agosto. Cada máquina custa, em média, R$ 12,7 mil. No pedido, o procurador da República Kleber Martins observou que há outros computadores similares a preços menores.

O MPF também ressaltou que era preciso que o Instituto Federal ampliasse a pesquisa para um maior número de marcas e modelos disponíveis no mercado antes da aquisição das máquinas. Pelo levantamento realizado pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação da Procuradoria da República do RN, foram encontrados computadores com configurações semelhantes ou mesmo superiores, diante da finalidade pretendida, mas com preços bem menores.

“Apesar de ser um aparelho muito bom e ter performance ótima, a relação custo-benefício é questionável, sobretudo para utilização básica. Quando comparado a outros notebooks equipados com o Windows e configuração e material similares, não percebemos vantagem na escolha pelo equipamento da Apple para utilização administrativa”, apontou o relatório.

Ainda de acordo com o Ministério Público Federal, o IFRN deve, como instituição pública, levar em conta os princípios de eficiência e economicidade até para evitar questionamentos e ações judiciais. A equipe da Agência Saiba Mais questionou o interventor Josué Moreira sobre a abertura de uma nova pesquisa de compra.

“Faremos no tempo oportuno. Vamos aguardar se chegará alguma demanda”, explicou.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *