+ Notícias

Bahia usará camisa manchada em protesto por vazamento de óleo no Nordeste

Anúncios

Em protesto contra o vazamento de óleo que está ameaçando as praias do Nordeste, o Bahia entrará em campo nesta segunda-feira (21) pelo Campeonato Brasileiro contra o Ceará, em Pituaçu, com a camisa manchada de óleo. O Esporte Clube Bahia é pioneiro em promover ações sociais de engajamento em diversas causas e campanhas, que buscam fortalecer a cidadania e promover conscientização nos torcedores.

“Vazou… também na camisa do Esquadrão. Por medidas de redução do impacto ambiental e pela punição aos responsáveis, nossas camisas estarão manchadas de óleo no jogo de amanhã – como as praias do Nordeste”, afirmou o Bahia em nota publicada nas suas redes sociais.

A ação é uma denúncia ao desastre ambiental que ameaça praias do Nordeste nas últimas semanas. Mais de 525 toneladas de resíduos foram retiradas das praias do litoral dos estados atingidas por manchas de óleo, desde o início dos trabalhos de limpeza.  As manchas de óleo foram detectadas na região pela primeira vez em 30 de agosto. Desde então, 187 áreas foram afetadas em 77 municípios dos nove Estados da região.

Em 2019, o Bahia estruturou o departamento de marketing e realizou diversas ações em defesa de temas de direitos humanos e ambientais. O clube já manifestou contra a LGBTQ+fobia, contra a violência no futebol e em favor da demarcação de terras indígenas. Uma das ações do clube foi de tornar mais fácil para torcedoras denunciarem assédios nos estádios, após saber de um caso através das redes sociais. A loja oficial também foi utilizada para a realização de testes de DNA em uma campanha sobre abandono paterno.

Anúncios

Dinheiro será doado para ONGs de limpeza

O Bahia também anunciou que, após o jogo diante do Ceará pelo Campeonato Brasileiro leiloará as camisas manchadas de óleo que serão usadas no duelo. A renda será revertida a Organizações Não Governamentais e grupos voluntários que estão fazendo a limpeza das praias atingidas pelo desastre ambiental.

“Camisas do Bahia manchadas de óleo serão leiloadas, e a renda será revertida aos grupos voluntários. O Nordeste está vivo e lutando por seus espaços. Das tragédias ambientais à xenofobia, enfrentemos. E o abraço do Brasil nos fortalece. Somos tantos cantos, mas somos um só”, escreveu o presidente do clube, Guilherme Bellintani, em sua conta pessoal no Twitter.

Antes do lançamento das camisas, o clube ainda aproveitou para emitir um manifesto contra o descaso que autoridades e parte da opinião pública têm tido em relação ao vazamento de óleo que ameaça as praias da região Nordeste.

Artigo anteriorPróximo artigo
Pedro Torres
Pesquisador e jornalista com foco em direitos humanos, política e tecnologia baseado em Natal/RN. CONTATO: pedrohtorres@outlook.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *