CULTURA

Bardallos celebra neste sábado 16 anos de resistência etílica e cultural no Centro Histórico

Um dos mais frequentados bares do Centro Histórico, o Bardallos Comida & Arte comemora neste sábado (3) um aniversário atípico, mas com muito humor, cultura e arte. São 16 anos que merecem uma celebração ainda que virtual em razão da pandemia. O Bardallando a Cidade foi selecionado pela Lei Aldir Blanc via edital da Fundação José Augusto, Governo do Estado e Governo Federal.
A edição especial do projeto será apresentada a partir das 21h no Canal do Bardallos no Youtube e terá uma programação cultural com Música, Teatro, Poesia, Literatura, Fotografia e Artes Plásticas.
Criado pelo produtor cultural Lula Belmont, o Bardallos abriu as portas do espaço em abril de 2005 e, aos poucos, foi conquistando uma clientela em sua maioria de artistas, jornalistas, produtores, intelectuais, universitários, militantes de movimentos sociais e profissionais liberais.
‘’Gravamos o projeto em uma segunda-feira sem público e com os artistas se apresentando em diferentes horários. A equipe Nav.noAr fez toda a captação e edição de imagens. Reunimos 18 artistas em uma programação que representa muito o que sempre aconteceu aqui: a união de vários segmentos artísticos’’ relata Lula Belmont que não demitiu nenhum funcionário e vem mantendo o Bardallos funcionando dentro do que os decretos estadual e municipal permitem no momento a venda de refeições via delivery e take away.
A proposta do Bardallos é a união de amigos com um bom papo, um bom cardápio, incrementado com uma programação cultural intensa com performances cênicas, shows musicais, exposições plásticas, saraus poéticos, lançamentos de livros/Cd´s/DVD´s e cenário para filmes e entrevistas.
O Símbolo do Bardallos é o “Sino”, que os frequentadores conhecem bem e sabem que a meia noite quando ele é tocado é hora de ir encerrando os pedidos.  O Sino tem uma emblemática interessante, e muita coisa pode ser captado do seu som, o sino representa muito o Bardallos, é mais do que ir embora, é um anúncio que no dia seguinte a casa espera todos novamente, traduz Lula Belmont.
 PROGRAMAÇÃO 
  MÚSICA:
Show de abertura: Gustavo Cocentino
 ARTES PLÁSTICAS:
Exposição coletiva com: Carlos Sérgio Borges, Lavoisier, Renata Lisieux, Rosa MC e Valderedo
 FOTOGRAFIA:
Exposição de Canindé Soares
 LITERATURA:
 Insurgências Poéticas com Thiago Medeiros e Gessika Santos
 TEATRO:
De Navarro à Júnior Dalberto
Com Eliene Albuquerque e João Antônio do Valle
 DANÇA:
Álvaro Dantas
 MÚSICA:
Show de encerramento com o grupo de samba Rosas na Cartola
Serviço:
Projetos Bardallando a Cidade
Edição Virtual
Sábado, 03 de abril
21h
Canal do Bardallos no youtube
Com informações do Potiguar Notícias

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *