+ Notícias

Bolsonaro pode ser o pior presidente de todos os tempos, avalia Tiririca

Anúncios

Reeleito para o terceiro mandato como deputado federal em 2018, Tiririca (PL-SP) disse que se achava “foda” por ter tido 1,35 milhão de votos em 2011, mas quando chegou ao Congresso “foi um choque” e que Jair Bolsonaro está na mesma “pegada”.

As afirmações foram feitas em entrevista para edição desta segunda-feira (1º) da Folha de São Paulo.

“Bolsonaro não é um cara popular, o discurso dele não é popular. Agora, tá faltando a galera pra chegar e dizer: ‘Irmão, senta aqui. Cara, tu não é deputado. É o país, irmão. Assim não vai. É assim, assim e assim…’ Se ele não sair do pedestal ele vai ser o pior governo que já tivemos em todos os tempos”, disse o ex-comediante.

O Deputado afirmou que o presidente está caindo na realidade, como ele, quando chegou a Câmara. “Quando chegar lá vou aprovar projeto pra caramba”, pensou. Após dois mandatos completos, Tirirca só teve um projeto que virou lei até hoje, que foi elaborado em conjunto com outros 62 deputados, instituindo o Programa de Cultura do Trabalhador.

“Ele chegou com um discurso bacana, bonito, mas não rola assim, papai. Eu tô no meu terceiro mandato. Eu vim numa brincadeira. Eu tava mal das pernas e eu disse: se eu fizer isso, eleito eu não vou ser, mas pelo menos vou divulgar e vou vender show pra caramba! Eu vim nessa pegada. Quando vi, um milhão e trezentos e cinquenta mil votos. Eu disse, “epa, o que é isso?” Parei, nããão, não posso brincar com uma pegada dessa. Aí disse: quando chegar lá vou aprovar projeto pra caramba. Eu pensei que era assim. Quando eu cheguei aqui foi um choque. Ele se sentiu nessa pegada. ‘Sou presidente e eu posso tudo.’ E não é assim”, afirmou Tirirca.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *