+ Notícias

Brasil perdeu R$ 172 bi de investimentos e 4,4 milhões de empregos com a Lava Jato, aponta Dieese

Entre os anos de 2014 e 2017, o Brasil perdeu R$ 172 bilhões em investimentos, um montante 40 vezes maior do que os recursos que os procuradores da força-tarefa da Operação Lavo Jato do Paraná anunciaram ter recuperado. Os dados constam de estudo elaborado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) a pedido da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e divulgado nesta terça-feira, 16.

Segundo a pesquisa, a Lava Jato resultou na perda de 4,4 milhões de empregos e de 3,6% do PIB. O Brasil deixou de arrecadar R$ 47, 4 bilhões de impostos e R$ 20,3 bilhões em contribuições sobre a folha, além de ter reduzido a massa salarial do país em R$ 85, 8 bilhões.

A operação impactou o desenvolvimento de setores econômicos estratégicos para o país, a exemplo da Petrobras, afirmou o presidente da CUT, Sérgio Nobre, durante a apresentação oficial do estudo. “Desde o início dessa operação, nós já dizíamos que empresas não cometem crimes, pessoas sim. E são elas que têm que ser investigadas e punidas. Não as empresas”, disse.

Para ele, a operação orquestrada em Curitiba, comandada pelo ex-juiz Sérgio Moro, foi intencional e teve como objetivo possibilitar a implementação de um projeto que beneficia os interesses estrangeiros sobre o petróleo brasileiro.

Seguramente, se a Lava Jato não tivesse existido, com o papel que teve, se tivesse preservado as empresas e não tivesse perseguição política, não teríamos os 14 milhões de desempregados, gente que não sabe como vai ser o dia de amanhã. Não teríamos milhares de pequenas empresas fechando a crise que se agrava a cada dia mais”, destacou Sérgio Nobre.

Este é o primeiro estudo feito com base em dados e documentos oficiais sobre o impacto da operação no mercado de trabalho e na economia. Durante um ano, o Dieese fez um levantamento junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) para apurar o impacto sofrido pelas obras que foram paralisadas em todo o país com a Lava Jato.

O estudo será entregue aos presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG); e aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Uma versão mais completa da análise do Dieese/CUT sobre a Lava Jato e seus impactos será publicada em livro, que está sendo elaborado por um conjunto de pesquisadores.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *