CIDADANIA

Caso Queiroz: requerimento de Natália Bonavides gera prova contra Flávio Bolsonaro

O secretário especial da Receita Federal, José Barroso Tostes Neto, confirmou à Câmara Federal que teve reunião no apartamento de Flávio Bolsonaro (Patriota) em 17 de setembro, a pedido do senador, para falar sobre a origem do caso Queiroz.

O esclarecimento de Tostes Neto foi feito por meio de documento enviado na terça-feira (1º) à Câmara pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em resposta a um requerimento de informações da deputada potiguar Natália Bonavides (PT).

“APARECEU A PROVA! A resposta ao nosso requerimento de informações confirmou o descaramento da familícia. O secretário da Receita Federal foi diretamente na casa de Flávio Bolsonaro para tratar dos problemas de corrupção que envolve as rachadinhas e, claro, Queiroz”, publicou a deputada ao compartilhar link da Coluna Guilherme Amado, no portal Metrópoles.

Em abril, o secretário havia confirmado apenas que teve uma reunião com o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), sem especificar o local ou de quem havia partido o pedido do encontro. Essas informações foram encaminhadas à Câmara, em resposta a questionamentos da bancada do Novo.

Após nova cobrança de parlamentares, a Receita Federal acrescentou que as pautas “dizem respeito à situação fiscal de pessoas físicas e jurídicas relacionadas ao senador Flávio Nantes Bolsonaro”, além de “notícias sobre suposta atuação irregular de servidores da Receita Federal”. O encontro contou também com a advogada de Flávio Luciana Pires.

O requerimento questiona qual o procedimento previsto na Receita Federal para que cidadãos agendem reuniões com o secretário especial para tratar sobre a situação fiscal de pessoas físicas ou jurídicas e a resposta é que “não há procedimento específico normatizado para pedidos da espécie”.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *