Estudantes dos IFs deflagram início de protestos no país  

Com o corte de R$ 740 milhões anunciado pelo governo Bolsonaro, institutos e colégios federais não conseguirão terminar ano letivo. Atos desta segunda-feira (6) estão sendo avaliados como preparação para a grande manifestação da Educação, em 15 de maio, e para a greve geral, de 14 de junho