“Você acredita no que eu disse?”

Você saberia explicar por que quando uma mulher se diz vítima de violência doméstica e familiar, a sociedade lhe devolve desconfianças? A advogada criminalista Paula Cavalcanti tem a resposta