O historiador Durval Muniz escreve aos domingos na agência Saiba Mais

Uma fábrica de veneno

A mídia tem sido um fator sistemático de desinformação e deseducação política, da veiculação de preconceitos, de favorecimento de uma cultura antidemocrática, do linchamento, do desrespeito às leis e a Constituição, de não observância dos direitos humanos

João Victor escreve aos sábados

Como matar o que se alimenta de esperança?

E é isso que mais deve angustiar os que controlam o sistema: depois de tudo que foi tirado dessas pessoas, porque eles decidiram continuar lutando? Esqueceram que eles não lutam apenas por agora, lutam por um outro mundo, pela memória dos que vieram antes e para garantir uma história para os que ainda vão nascer.  

Pra fazer, brilhar nossa estrela

Nada de novo sob o sol, nós já sabíamos da condenação,  pois estamos atentos ao roteiro do golpe volto a dizer, mas nos indignamos e nos chocamos mesmo assim.

Eveline Sin escreve às quartas-feiras na agência Saiba Mais

Julgamento

a julgar pelas asas do pássaro, sabe-se o tamanho do vôo que o espera. a julgar pelos ossos da cabeça, sabe-se o tamanho da pedra que cai. a julgar pelo o horizonte visto, sabe-se o cansaço das pernas.

Carlos Fialho escreve às segundas-feiras na agência Saiba Mais

Animais fantásticos e onde habitam

O cidadão de bem é contra o aborto, pois é a favor da vida. Mas não de qualquer vida. Prega a pena de morte sumária, sem necessidade de julgamento que o judiciário já tem problemas demais administrando os muitos auxílios que recebe.