Política? Tô fora

Podem me acusar de saudosista, mas, na minha época de redação, o colunismo político era uma espécie de Olimpo dos xeleléus, eram necessários anos de traquejo e puxa-saquismo para, aí sim, refestelar-se à sombra dos ovos de algum poderoso.

Carlos Fialho escreve às segundas-feiras na agência Saiba Mais

O Alvorecer de um novo tempo

Acordei hoje disposto a deixar para trás as disputas, a seguir em frente, a construir junto com todos os meus leitores uma ponte de entendimento que nos conduzirá a um novo tempo de bem estar e prosperidade.

O historiador Durval Muniz escreve aos domingos na agência Saiba Mais

Uma fábrica de veneno

A mídia tem sido um fator sistemático de desinformação e deseducação política, da veiculação de preconceitos, de favorecimento de uma cultura antidemocrática, do linchamento, do desrespeito às leis e a Constituição, de não observância dos direitos humanos

João Victor escreve aos sábados

Como matar o que se alimenta de esperança?

E é isso que mais deve angustiar os que controlam o sistema: depois de tudo que foi tirado dessas pessoas, porque eles decidiram continuar lutando? Esqueceram que eles não lutam apenas por agora, lutam por um outro mundo, pela memória dos que vieram antes e para garantir uma história para os que ainda vão nascer.  

Pra fazer, brilhar nossa estrela

Nada de novo sob o sol, nós já sabíamos da condenação,  pois estamos atentos ao roteiro do golpe volto a dizer, mas nos indignamos e nos chocamos mesmo assim.