A beleza que oprime

Na medida em que as mulheres se libertavam da mística feminina da domesticidade, castidade, maternidade e passividade, época em que a moral exercia o papel de coerção social, o mito da beleza se fortaleceu como ideologia capaz de controlar as mulheres. 

Eu só acho engraçado

Aconteceu. Em meio aos caminhos estreitos dessa Natown querida, pelos quais nos esgueiramos distraídos, caminhando por funis sociais que tornam …

O historiador Durval Muniz escreve aos domingos na agência Saiba Mais

Os filhos do golpe

Quarta-feira passada. Meu primeiro dia de férias. Preciso atravessar a cidade para resolver questões particulares, no bairro de Petrópolis. Pouco …

João Victor escreve aos sábados

Presença de Anitta

Os olhares sob o funk carioca nunca foram de unanimidade, o asfalto apesar de dançar a batida, sempre teve dificuldades de entender a relação de identidade que a periferia tem com o ritmo. 

Fofoca histórico-literária, a “História Bizarra da Literatura Brasileira”

A “História Bizarra da Literatura Brasileira”, além de nos trazer informações jamais vistas nas nossas aulas de literatura, proporciona conhecer melhor a faceta humana dos escritores mais consagrados do país, o que  nos permite uma melhor compreensão do sentido de suas obras,