A agonia de um torcedor apaixonado

Amanheceu no sábado dizendo para si mesmo: “vou ocupar meu dia, não quero saber de jogo, não vou sofrer de novo, meu coração pode ter um problema aí, vou morrer por causa de porra de futebol? Vou não!”, garante. Será ?

Ana Clara Dantas escreve às sextas-feiras

56, via Costeira

E em qualquer lugar tem sempre um calorzinho crescendo dentro de alguém. Parece coisa pequena, mas é o que vem colando as feridas. Sim, essas que se abrem de tanto cismarmos com o tempo, com a vida.

Sobre as políticas de silenciamento

A escritora e professora Cellina Muniz escreve sobre o potencial da charge de destruir o poder oficial e como o tribunal das redes sociais, parafraseando Tom Zé, reverbera a voz do opressor

O outro lado do paraíso ?

A historiadora Leilane Assunção faz uma análise da novela global “O outro lado do Paraíso” sob a perspectiva de gênero e dos direitos ignorados da comunidade LGBTS pelo autor Walcyr Carrasco, homossexual que poderia ter contribuído para valorizar o segmento

Cenas de uma catástrofe anunciada

Não importa a cor da camisa que você vestiu em 2016, todos nós, manifestoches ou não, coxinhas ou mortadelas, esquerdopatas ou direitofrênicos, observamos, estupefatos, a hipocrisia desmascarada de uma turba de moralistas de araque.