DEMOCRACIA

Classe média natalense bate panela e pede impeachment de Bolsonaro

O panelaço marcado nas redes sociais para 20h30 desta sexta-feira (15) contra o governo Bolsonaro sensibilizou mais a classe média do que a periferia em Natal. A crise sanitária no Amazonas, que enfrenta falta de oxigênio sem apoio do Ministério da Saúde, ajudou a mobilizar milhares de pessoas no país. Personalidades como o apresentador Luciano Huck e o governador de São Paulo João Doria (PSDB), possíveis adversários de Jair Bolsonaro em 2022, também estimularam os protestos.

Na capital do Rio Grande do Norte foram registradas manifestações em Ponta Negra, Capim Macio, Candelária, Lagoa Nova, Morro Branco, Tirol, Petrópolis, Cidade Alta, Ribeira, Barro Vermelho, Vila de Ponta Negra e Cidade Satélite. Nas praias de Cotovelo e no Pium o panelaço também foi ouvido.

Em contrapartida, na periferia ou em bairros cuja renda média dos moradores é mais baixa não houve registro de muitas manifestações.

Há pouco mais de dois anos, a classe média natalense deu sustentação à vitória, em Natal, do atual presidente.

Em Capim Macio, bairro conservador onde a prefeitura cobra um dos IPTUs mais caros da cidade, o som das panelas permaneceu por mais de 10 minutos. Gritos de #ForaBolsonaro, #Genocida #Fascista e outros palavrões também foram entoados contra o presidente da República.

Nas eleições de 2018, Bolsonaro só venceu Fernando Haddad em três municípios no Rio Grande do Norte: Natal, Parnamirim e Carnaúba dos Dantas. Nas demais 164 cidades, o candidato do PT obteve mais votos.

Durante o 2º turno, na capital potiguar, Bolsonaro conquistou o voto de 220.770 eleitores enquanto  195.938 pessoas que votaram no petista.

Panelaço pelo Brasil

De acordo com informações divulgadas pelo Uol, panelaços também foram registrados em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Manaus, Goiânia e Porto Alegre.

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *