CIDADANIA

Com golfinhos ameaçados, Prefeitura de Tibau do Sul cria grupo para estratégias de preservação

Diante da cobrança do Ministério Público Federal (MPF), a Prefeitura de Tibau do Sul iniciou o processo de criação de um grupo interinstitucional da Reserva de Fauna Costeira de Tibau do Sul (Refauts) que tem como objetivo salvaguardar as condições ambientais para proteção da fauna marinha, em especial os botos-cinza, tartarugas marinhas e demais espécies que circulam ou utilizam a área para residência, alimentação, reprodução ou berçário.

Vários golfinhos têm sido encontrados mortos ou machucados na região da praia de Pipa, com marcas causadas por redes de pesca ou por hélices de embarcações, sendo mortos até mesmo para servirem de iscas. Por essa razão, o MPF emitiu recomendação no dia 11 de junho cobrando das autoridades a elaboração do plano de manejo e a criação de um grupo que estabeleça estratégias para acabar com as agressões cometidas às espécies marinhas da região.

A Reserva foi criada em 2006, e abrange uma área de uso restrito e controlado de 5,9 quilômetros quadrados e uma zona de amortecimento (perímetro estabelecido ao redor da área de conservação) de 48 quilômetros quadrados. A Refauts é uma das áreas de maior concentração de botos-cinza do Brasil.

O grupo contará com representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Tibau do Sul, Ibama, Idema, Superintendência da Polícia Federal, Capitania dos Portos e Associação dos Mamíferos Aquáticos de Pipa – AMAP. As instituições já foram oficiadas pela Secretaria de Meio Ambiente, de acordo com a recomendação do Ministério Público Federal.

O plano de manejo deverá listar diretrizes do que é ou não permitido na atividade pesqueira, turismo de observação de cetáceos entre outras atividades que podem ser prejudiciais à preservação da área; além de uma campanha de sensibilização ambiental, para divulgação publicitária educativa para moradores, turistas e trabalhadores da orla.

A campanha deve envolver também os municípios de Baia Formosa, Canguaretama, Pirangi e Tabatinga, e proprietários de empreendimentos localizados nas enseadas de Tibau do Sul, com o objetivo de incluí-los no processo de conscientização ambiental da Reserva.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *