TRANSPARÊNCIA

Controlador revela na CPI que manutenção da Arena das Dunas custa mais ao RN do que gestão do Maracanã e Mané Garrincha

A auditoria realizada pela controladoria-geral do Estado revelou dados surpreendentes sobre os valores pagos pelo Governo do Rio Grande do Norte à concessionária Arena das Dunas Concessão e Eventos S/A relativos à manutenção do estádio.

Todos os meses, o Estado potiguar paga R$ 2,3 milhões à empresa de parcela variável como contraprestação da gestão e manutenção da Arena. Esse valor equivale a 15% da parcela total paga mensalmente à concessionária, que atualmente é de R$ 11,9 milhões. Os demais R$ 9,5 milhões são referentes à parcela fixa em razão da demolição do Machadão, Machadinho, kartódromo e retirada de entulhos do local.

As informações constam no relatório de auditoria realizada pela Control e foram apresentados nesta terça-feira (17), durante depoimento prestado pelo titular do órgão Pedro Lopes. Um fato que chama a atenção, no entanto, é que após o Governo do Estado cobrar da empresa as comprovações dos custos da manutenção, a Arena das Dunas Concessão e Eventos S/A só conseguiu provar ter gasto com a gestão do estádio, em média, R$ 159 mil.

A título de comparação, o controlador afirmou que a manutenção da Arena das Dunas custa mais do que a de estádios maiores do que o localizado em Natal, a exemplo da Arena Pernambuco, cuja parcela é de R$ 750 mil, o estádio Mané Garrincha, cuja manutenção é de R$ 900 mil e até do Maracanã, considerado o templo do futebol mundial, cuja a gestão custa R$ 2,3 milhões ao governo do Rio de Janeiro.

– É mais barato manter o Maracanã do que a Arena das Dunas”, afirmou o controlador

Mais informações em instantes.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *