TRANSPARÊNCIA

Coronavírus: RN é o 3º estado do Nordeste com melhor média de redução em mortes por Covid-19

O Rio Grande do Norte apresentou nesta segunda-feira (31) queda de 25% na media móvel de mortes por Covid-19. O percentual colocou o Estado em 3º lugar entre os que registraram maior redução de óbitos no Nordeste. Na região, seis dos nove estados estão com status de queda e os outros três estão em estabilidade.

A média móvel é avaliada comparando a média dos sete últimos dias com a média das duas semanas anteriores.

O Rio Grande do Norte só ficou abaixo de Sergipe, com percentual de queda de 40%, e do Ceará, que alcançou a primeira posição, com redução média 47% dos óbitos. Os demais estados com redução são: Pernambuco (23%), Paraíba (21%) e Alagoas (20%).

Caso o percentual seja de até 15%, o estado é considerado estável. Se for acima de 15% positivos, há um crescimento na média móvel de mortes. Se for acima de 15 pontos negativos, está em queda.

Apesar na redução da média geral de mortes, a letalidade por Covid-19 é maior em Natal do que no restante do Estado, conforme levantamento realizado pelo epidemiologista Ion de Andrade e pela infectologista Marise Reis de Freitas.

De acordo com o boletim epidemiológico da secretaria de Estado de Saúde Pública, o estado potiguar registrou 2.234 óbitos. Além disso, 61.219 casos foram confirmados e 25.948 são suspeitos. Outras 37.034 pessoas estão recuperadas.

RN registra quarta pior taxa de isolamento

Mesmo com números de queda média de óbitos, o Rio Grande do Norte tem a quarta pior taxa de isolamento social do país. De acordo com a plataforma Inloco – responsável pelo monitoramento de isolamento por estados – o RN registrou no domingo um percentual de 43,83%.

No ranking, as piores posições são ocupadas pelos estados da região Nordeste: Maranhão (43,27%), Sergipe (43,22%) e Paraíba (42,45%).

Leitos

Até às 9h40, o estado registrou uma ocupação de leitos críticos (UTI e semi-intensiva) de 37,9%. O número é o menor apresentado nas últimas semanas. A fila de espera está zerada tanto para UTI quanto para os clínicos. São 172 vagas disponíveis de UTI e 178 leitos clínicos liberados para utilização.

Em relação às regiões de saúde, a metropolitana permaneceu com a menor taxa de ocupação nas últimas semanas e alcançou o percentual de 32,2%. Em seguida, a região Oeste ficou com 38,2%. A região de Serido permaneceu acima de 50%, com 65,7% de leitos em utilização.

Os dados são da plataforma de monitoramento de leitos Regula RN, desenvolvida pelo LAIS/UFRN.

RN registrou a menor taxa de ocupação de leitos inferior a 40%
Artigo anteriorPróximo artigo
Allan Almeida
Jornalista potiguar em formação pela UFRN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *