Principal

Covid-19: Fiocruz confirma mais 27 pacientes infectados com variante Delta no RN

A Fiocruz confirmou nesta terça-feira (28) que 27 pacientes do Rio Grande do Norte já foram infectados com a variante Delta. Foram seis do município de São José do Mipibu, quatro de Parnamirim, quatro de Equador, três de São Gonçalo do Amarante, três de Nísia Floresta, duas de Natal, uma de Extremoz, uma de Canguaretama, uma de Jucurutu, uma de Santa Cruz e uma de Macaíba.

As informações foram divulgadas em nota pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap). O órgão enviou a Fiocruz 34 amostras no início de setembro, 28 foram analisadas e 27 foram identificadas como sendo da variante Delta. Os resultados referem-se a amostras coletadas no mês de agosto.

Balanço mais recente divulgado pela Sesap em 2 de setembro confirmava apenas três casos da variante Delta no RN e outros 34 casos sob investigação.

A variante Delta aumenta em duas vezes risco de hospitalização para pessoas sem ciclo vacinal completo.

O relatório das análises foi recebido no início da tarde desta terça-feira (14) através do Laboratório Central Dr. Almino Fernandes (Lacen/RN), referência estadual no diagnóstico de COVID-19 e responsável pelo envio das amostras.

Ocupação de UTIs no RN está abaixo de 30%

Até às 17h25 de hoje (14), apenas 28,70% dos leitos críticos estavam ocupados por pacientes covid-19 no Rio Grande do Norte. Na região Metropolitana de Natal a taxa é de 32,7%.

Já os leitos clínicos, a taxa de ocupação geral era de 19,07%.

O hospital com o maior percentual de pacientes covid-19 é o João Machado, com 66,7% de ocupação. Outras quatro unidades do Estado estavam com metade dos leitos disponíveis até o fechamento desta matéria.

Diante dessas informações sobre a confirmação de pacientes infectados com a variante Delta, a Sesap reforça a necessidade da manutenção das medidas sanitárias e da importância de completar o esquema vacinal, pois a variante identificada está circulando por transmissão comunitária e os estudos apontam que ela conta com um alto potencial de transmissão.

As equipes do setor de vigilância epidemiológica da Sesap seguem trabalhando no rastreio dos casos e no monitoramento do cenário em todo o Rio Grande do Norte.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *