TRANSPARÊNCIA

Covid-19: RN tem 2.095 óbitos sem diagnóstico e sob análise de equipe multidisciplinar

Até esta segunda (16), o Rio Grande do Norte tinha um total de 2.095 óbitos em investigação que não possuem dados clínicos, epidemiológicos, de imagem ou laboratoriais suficientes para o fechamento do caso, mas que foram notificados em algum dos sistemas de notificação para Covid-19, segundo planilha do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs).

Para se chegar a um diagnóstico desses casos, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) solicita aos municípios onde as mortes foram registradas, a investigação hospitalar com uma verificação minuciosa do prontuário, para verificar se alguma informação importante não foi repassada para as fichas de notificação ou se resultados de exames ou imagens não foram inseridos posteriormente ao prontuário.

A Sesap também solicita aos municípios de residência dos pacientes que foram a óbito a investigação domiciliar. É com essas informações que o Comitê Estadual de Mortalidade por Covid-19 do RN avaliam novamente as fichas de notificação, juntamente, com as fichas de investigação, para tentar chegar a um consenso sobre o fechamento do caso. A equipe é formada por uma equipe multidisciplinar e as reuniões ocorrem semanalmente na Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige). O acúmulo de mortes sem um diagnóstico fechado, segundo a Sesap, é resultado da falta de dados consistentes para o fechamento dos casos.

Até esta segunda, o boletim epidemiológico da Sesap apontava um total de 362.356 casos confirmados e mais 168.435 casos suspeitos de covid. Além disso, o RN ainda tem outros 101.467 casos de pacientes em acompanhamento. Já o número de óbitos decorrentes do novo coronavírus chegou a 7.217 no estado e outras 1.446 mortes são consideradas suspeitas.

Internações por covid-19 caem pela metade

O Rio Grande do Norte teve uma queda de 54% no número de internações por covid-19 entre 11 de julho e 11 de agosto, segundo relatório do Laboratório em Inovação Tecnológica em Saúde da UFRN (LAIS/ UFRN), responsável pelo monitoramento dos casos no estado. Na manhã desta terça (17), a plataforma Regula RN apontava para uma média de 33,6% de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivos e UTI’s) para pacientes com covid-19. Na região metropolitana de Natal essa média chega a 34%, sobe para 37% na região Oeste e cai para 17,6% no Seridó.

Outra observação feita pela Sesap é em relação aos pedidos de internação de pacientes em leitos Covid, que têm caído com o avanço da vacinação. No pico da pandemia, o número de solicitações chegou a mais de 150 por dia. Já a média móvel atual é de 25 solicitações. No último sábado (14) foram registrados 10 pedidos.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *