+ Notícias

Covid: definição sobre vacinação de crianças do RN sai nesta terça (28). Fátima se diz favorável

A Câmara Técnica do Governo do RN se reúne na tarde desta terça-feira (28) para definir a posição sobre a vacinação de crianças com idade entre 5 e 11 anos sem a necessidade de prescrição médica. Na noite desta segunda-feira (27), a governadora Fátima Bezerra afirmou ser favorável à vacinação para essa faixa etária, sem essa necessidade. A vacinação nesse público já foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Mas, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, havia anunciado que as crianças seriam vacinadas mediante apresentação de prescrição médica.

“Sou a favor da vacinação de todos os potiguares, inclusive crianças de 5 a 11 anos, de acordo com o parecer dos órgãos de saúde competentes. Este é um governo pautado pela ciência”, afirmou a governadora durante transmissão feita nas redes sociais.

O Ministério da Saúde anunciou esta semana que as crianças vão começar a receber vacinas em janeiro de 2022. Mesmo com o aval da Anvisa não tem a concordância do presidente da República, Jair Bolsonaro, “Não vêm morrendo crianças que justifiquem uma vacina”, disse Bolsonaro, que também afirmou que sua filha desta faixa etária não receberá a vacina.

Fátima Bezerra se posiciona com base nos pareceres da Anvisa, Conselho Nacional dos Secretários de Saúde e da Sociedade de Pediatria, que não apontam necessidade de prescrição médica. Nesta segunda-feira (27), em relatório de análise da pandemia no RN, o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN) afirmou que é urgente a necessidade de vacinação de crianças a partir de 5 anos e aceleração da vacinação entre a população mais jovem, de 12 a 17 anos para manter a queda de casos de Covid no RN.

Veja posicionamento da governadora Fátima Bezerra

 

SAIBA MAIS

Covid: Relatório do LAIS aponta urgente necessidade de vacinação de crianças no RN

Médico do RN se propõe a prescrever gratuitamente vacina contra covid-19 para crianças e pede que colegas façam o mesmo

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo