ENTREVISTA

CPI da Covid no RN revela abnegação dos trabalhadores da Saúde, é o que avalia Alexandre Motta

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid aberta na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte pode ter objetivos políticos, na opinião do médico infectologista Alexandre Motta, que depôs como testemunha, mas o real efeito tem sido a revelação do empenho dos trabalhadores da Saúde no combate à pandemia.

“Não tem nada de ilegítimo na busca de holofotes políticos. Acontece isso em todas as CPIs, sejam nacionais ou estaduais. Isso não é errado. O que é errado é criar uma fantasia. A CPI foi colocada como se a gestão atual fosse de mal feitores”, apontou Motta, durante entrevista ao Programa Balbúrdia desta quinta-feira (14), completando que as sessões têm, apesar disso, uma grande qualidade: “mostrou o apreço e a abnegação dos funcionários da Saúde do Rio Grande do Norte”.

Na opinião do médico, “os funcionários da saúde dão o sangue pela política do SUS” e a gestão do secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, tem sido uma gestão em que as pessoas têm se empenhado na resolução dos problemas.

Quando convocado, Alexandre foi questionado se sua participação em propagandas educativas do Governo do RN teriam ferido o princípio da impessoalidade. Isso porque o especialista, que trabalha nos hospitais Giselda Trigueiro e Walfredo Gurgel, é filiado ao Partido dos Trabalhadores e foi candidato ao Senado em 2018.

Ele explicou como se deu o convite, que a participação não foi remunerada e que contribuiria com a Prefeitura de Natal se tivesse sido requisitado e até com o governo Bolsonaro se a administração acreditasse nas medidas de prevenção.

“Não tem nada de impróprio, primeiro porque não me coloco hoje como candidato”, avaliou, ao ressaltar que é antes um profissional da área médica, mas faz também questão de exercer sua cidadania. “Não abro mão da minha atividade política, das coisas que eu defendo”, resumiu.

Alexandre Motta falou também sobre Medicina e sobre o cenário e a evolução da pandemia e da vacinação contra a covid-19. Confira a entrevista completa:

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais