TRANSPARÊNCIA

Cresce demanda por leitos críticos para covid-19 e sete hospitais atingem 100% de ocupação no RN

Nesta segunda (8), o Rio Grande do Norte atingiu um total de sete hospitais sem vagas em seus leitos críticos (semi-intensivos e UTI) para pacientes com covid-19: o Hospital de Campanha de Natal; o Hospital Regional Dr Mariano Coelho, em Currais Novos; o Hospital Municipal Manoel Lucas de Miranda, em Guamaré; o Hospital Maternidade Divino Amor, em Parnamirim; o Hospital Regional Dr Cleodon Carlos de Andrade, em Pau dos Ferros; o Hospital Regional Hélio Morais Marinho, em Apodi e o Hospital Rio Grande, também na capital.

Imagem: reprodução Regulação Lais

A Região Metropolitana de Natal tem um total de 80,31% de ocupação de leitos críticos, em seguida vem o Seridó com 77,14% e a Região Oeste, com 60,76%. No geral, o Rio Grande do Norte está com 73,44% de seus leitos críticos ocupados. Neste último sábado (6), três hospitais no estado já apareciam na lista de regulação com 100% de ocupação.

Imagem: reprodução Regulação Lais

Do total de 253 leitos críticos, 177 estão ocupados (69,96%) e 64 disponíveis (25,30%). Já em relação aos leitos clínicos, a ocupação é menor. Dos 309 existentes, 150 estão ocupados (48,54%) e 152 disponíveis (49,19%).

Até o domingo (7), o Rio Grande do Norte tinha um total de 144.407 casos confirmados do novo coronavírus e outros 85.407 casos suspeitos. O número de mortes por covid-19 chegou a 3.334, sendo três nas últimas 24 horas. As vítimas moravam nas cidades de natal, Areia Branca e Grossos.

Imagem: reprodução Regulação Lais
Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *