CULTURA

Demissão de radialista da FM Universitária mobiliza artistas de Natal

Anúncios

Vários artistas de Natal, especialmente músicos, se mobilizaram nesta semana em defesa do radialista Ednaldo Martins, locutor da Rádio Universitária, após notícia de seu desligamento da emissora educativa, na qual ele trabalhava há 18 anos. Durante toda essa jornada, Ednaldo colecionou não só momentos especiais em sua carreira, como também conquistou o coração e a admiração de ouvintes da programação diária produzida pela FM. Uma petição online foi criada pedindo a volta do locutor, conhecido e reconhecido por apoiar a música do Rio Grande do Norte.

Foi com surpresa que Ednaldo Martins viu parte da sua história ser efetivamente interrompida da FM Universitária após a finalização do contrato previsto no projeto mantido pela Fundação Norte-riograndense de Pesquisa e Cultura (Funpec), responsável por administrar contratos externos, como o dos locutores da Rádio e parte dos projetos externos das emissoras da UFRN.

A Superintendência de Comunicação informou à agência Saiba Mais que o desligamento do contrato de Ednaldo Martins ocorreu em razão da política de contigenciamento de gastos que a UFRN vem enfrentando pós corte de gastos por parte do Governo Federal. Com menos recursos sendo repassados, projetos de serviços contratados pela Universidade foram finalizados pela falta de recursos para pagamento dos efetivos contratuais.

Com surpresa, também, reagiu Ednaldo, ao saber de toda a repercussão e mobilização que estava sendo organizada de forma espontânea por artistas potiguares para sua volta à programação da rádio onde desde a criação da FM Universitária sua voz forte, mas suave, sempre guiou a audiência entre os programas produzidos pela FM 88,9, como o Jornal do Meio Dia, e pela TV Universitária, onde apresentava o TVU Notícias, entre tantos outros.

Anúncios

“Para mim foi uma surpresa muito grande ter visto o apoio de todas as classes artísticas da cidade, grandes nomes que se solidarizaram com a notícia e me mandaram mensagens nas redes sociais. Nessas duas décadas de carreira, eu me dediquei à Rádio como se ela fosse uma filha minha, com muito carinho e todo o cuidado. Tudo que está acontecendo, com essa mobilização dos artistas em meu apoio, é fruto desses 18 anos de trabalho e dedicação”, comenta Ednaldo com a lírica da voz consagrada entre os potiguares e que faz parte da trajetória de muitos artistas e profissionais locais.

“Saí ontem emocionado com uns colegas, que choraram comigo ao saberem da notícia. Eu já imaginava todo o carinho que as pessoas tinham pela nossa rádio, mas não esperava tanta comoção dos músicos, compositores e todos os artistas do nosso Estado”, completa o locutor agraciado com a repercussão e valorização do trabalho que desempenha desde o começo da Rádio e que continuará desempenhando na trajetória trilhada com muito talento.

Uma petição online está sendo organizada pelos artistas potiguares que escutaram na voz de Ednaldo, muitas vezes, a primeira revelação de suas obras pelos programas da Rádio Universitária, reconhecida a partir do apoio à cultura e aos artistas do Estado e por fomentar a educação e a cidadania desde 2001, quando veiculou sua primeira transmissão. 

O superintendente de Comunicação Sebastião Faustino explicou que todos os esforços estão sendo tomados para que Ednaldo e outros profissionais sejam readmitidos, seja por novo projetos ou por outra possibilidade de contratação.

Sobre Ednaldo, o superintendente explica:

“Não foi demissão, foi o encerramento de um projeto ao qual ele estava vinculado. Ele não se despediu dos ouvintes porque ainda há chance de que volte, com a criação de um novo projeto”.

Sebastião pontuou a importância de profissionais como Ednaldo e Márcio, locutores da Rádio.

Ednaldo coleciona, na FM Universitária, 18 anos de história, participando da Rádio desde o início nas operações experimentais que anos mais tarde revelaram um importante espaço para músicos, compositores e estudantes de comunicação do Rio Grande do Norte. 

“A saída de Ednaldo significa para nós a perda de um grande locutor e articulador que sempre trouxe artistas para os nossos programas, que sempre divulgou tudo que é produzido aqui e é também a perda de uma audiência importante”, comentou uma das internautas em mobilização nas redes sociais em favor de Ednaldo Martins, que todas as sextas comandava o Samba e Bossa, programa semanal da Universitária que traz artistas locais num para embalar o melhor do samba e do pagode que é feito aqui no Estado.

Além de Ednaldo, o locutor Márcio Araújo também foi desligado da Universidade. Os dois casos são representativos da política de cortes ao qual a Universidade Federal do Rio Grande do Norte foi submetida pelo Governo do presidente Jair Bolsonaro, que desde maio anunciou uma diminuição nos repasses feitos às instituições de ensino federais. O projeto acadêmico de operação que mantinha os contratos dos locutores da Rádio, que não são servidores efetivos da instituição, viram nos contingenciamentos de gastos a falta de oportunidade para renovação.

A Funpec, instituição responsável pelas contratações, também foi afetada pela redução no orçamento do Governo Federal nos repasses feitos à Universidade. A função de Ednaldo será realizada a priori por estudantes dos cursos de comunicação da Universidade, além de servidores já existentes no quadro, conforme foi circulado pela Instituição.

Confira a nota divulgada por músicos de Natal:

O jornalista Ednaldo Martins foi desligado da FM e TV da UFRN nesta terça-feira, dia 20 de agosto, e nós, músicos, ouvintes e telespectadores da Comunica estamos em campanha de protesto usando a hashtag #VoltaEdnaldo pedindo que a administração da Universidade retorne desta decisão pela manutenção da audiência dos próprios veículos.

Aproveitamos o espaço para externar a importância deste profissional na carreira de todos os músicos do Rio Grande do Norte e reconhecer o seu profissionalismo e carisma como marca registrada do seu trabalho. 

Esses talentos são devem ser desperdiçados, pois o seu desligamento leva também uma parte de nossa história artística, tão bem acolhida por este profissional em seus anos de dedicado serviço.

#VoltaEdnaldo

#VoltaEdnaldo

#VoltaEdnaldo

Assinam esta nota:

Alexandre Siqueira – Músico

Aluísio Pereira – Compositor

Alzeny Nelo – Cantora

Ana Paschoal – Cantora

Andiara Freitas – Cantora

Andrey Feitoza – Músic

Berthone Oliveira – Cantor

Carlos Britto – Cantor e compositor

Carlos Zens – Compositor e músico

Dadinho Borges – Cantor e compositor

Damiana Chaves – Cantora e compositora

Daniel GetUp – Músico

David Franciele – Músico

Debinha Ramos – Cantor e compositor

Denize Moreira – Cantora e compositora

Deth Haak – Poetisa

Diana Fontes – Produtora

Edmundo Souza – Compositor

Evilásio Galdino – Cantor e compositor

Ezequias Félix  – Cantor e compositor 

Ewerton Pirão – Músico 

Fernando Botelho – Músico

Gabi Fernandes – Produtora

Hélia Braga – Cantora

Hélio Carioca – Compositor

Henrique Fontes – Ator

Isaque Galvão – Cantor e compositor

Ivando Monte – Cantor e compositor

Jubileu Filho – Músico

Kiko Alves – Compositor

Leão Neto – Cantor e compositor

Liz Nôga – Cantor e compositor

Luiz Antônio – Compositor e músico 

Márcia Loss – Produtora

Marcílio Freitas – Compositor e músico

Marcos Souto – Cantor e compositor

Marieta Maia – Compositora

Mário Lúcio – Compositor

Markus Silva – Compositor

Maurício Souto – Compositor e músico

Mônica Mc Dowell – Produtora

Paulo Pereira – Músico

Pedro Neto – Cantor e compositor

Raphael Almeida – Músico

Rick Ricardo – Compositor

Rico Dias – Cantor e compositor

Sara Frachia – Produtora

Sérgio Nulance – Cantor e compositor

Silvana Martins – Cantora

Toninho Melé – Músico

Valéria Oliveira – Cantora e compositora

Zeca Santos – Ator e cantor

Zorro – Cantor e compositor

Wanda Starr – Cantora

Artigo anteriorPróximo artigo
Pedro Torres
Pesquisador e jornalista com foco em direitos humanos, política e tecnologia baseado em Natal/RN. CONTATO: pedrohtorres@outlook.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *