CULTURA

Democracia em Vertigem leva o Brasil ao Oscar pela oitava vez

Anúncios

O Brasil volta a ter um filme indicado ao mais importante prêmio de cinema do mundo depois de quatro anos. “Democracia em Vertigem”, da cineasta mineira Petra Costa, vai concorrer ao prêmio de melhor documentário. O último filme de longa-metragem à disputar a premiação foi a animação “O Menino e o Mundo”, de Alê Abreu, em 2016. Antes dele, o consagrado Cidade de Deus, de Fernando Meirelles, também representou o Brasil, em 2004. O primeiro filme a concorrer ao prêmio foi “O Pagador de Promessas, de Anselmo Duarte, em 1963.

O filme “Democracia em Vertigem” fala sobre a ameaça à democracia brasileira a partir do golpe contra Dilma Rousseff até a eleição de Jair Bolsonaro

O anúncio dos indicados foi divulgado nesta segunda-feira (13) pela Academia. Democracia em Vertigem concorre com “American factory”, “The cave”, “For Sama” e “Honeyland”.

O filme de Petra Costa é o sétimo longa brasileiro a concorrer à principal estatueta do cinema mundial.

Anúncios

Petra Costa nasceu em Minas Gerais e tem 36 anos. Antes de Democracia em Vertigem, ela assinou os documentários “Elena” (2012) e “Olmo e a gaivota” (2014), premiados respectivamente nos festivais de Brasília e do Rio.

A cerimônia que escolhe os melhores do cinema está marcada para 9 de fevereiro.

Confira os filmes brasileiros indicados ao Oscar

O Pagado de Promessas, de Anselmo Duarte (1963)
O Quatrilho, de Fábio Barreto (1996)
O que é isso, Companheiro ?, de Bruno Barreto (1998)
Central do Brasil, de Walter Salles (1999)
Uma história de futebol, de Paulo Machlline (2001)
Cidade de Deus, de Fernando Meirelles (2004
O Menino de o Mundo, de Alê Abreu (2016)
Democracia em Vertigem, de Petra Costa (2020)

Anúncios
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *