DEMOCRACIA

Depois de elogios a Ustra em entrevista, Mourão é denunciado por insulto às vítimas da ditadura

Por causa dos elogios feitos ao torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra em uma entrevista concedida à rede pública Alemã de radiodifusão Deutsche Welle, no último dia 08, o vice-presidente da República Hamilton Mourão foi denunciado à Corte Interamericana de Direitos Humanos. O nome dele foi incluído em uma ação proposta pelo Psol em maio e acatada pela Corte.

Na ação inicial, o Psol argumentou que a sentença que condenou o país por violações de Direitos Humanos na Guerrilha do Araguaia não estava sendo cumprida. Agora, o partido acrescentou as declarações elogiosas de Mourão ao torturador Brilhante Ustra à ação por entender que há ofensa à memória das vítimas mortas, desaparecidas e torturadas durante o período de ditadura militar no Brasil.

Na entrevista, repercutida também pela Agência Saiba Mais, Mourão chegou a afirmar que “Ustra era um homem de honra que respeitava os direitos humanos de seus subordinados”. Para quem não lembra, durante a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff, Jair Bolsonaro dedicou seu voto ao torturador.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *