DEMOCRACIA

Deputado bolsonarista usa farda da PM para convocar atos do 7 de Setembro e diz que Pedro Álvares Cabral deu grito da Independência

Em um vídeo publicado em suas redes sociais e removido poucos minutos depois, o deputado estadual bolsonarista do Rio Grande do Norte, Coronel Azevedo (PSC-RN), disse que o grito da Independência do Brasil foi proclamado por Pedro Álvares Cabral. Sim, o parlamentar demonstrou notório desconhecimento da história do país ao confundir episódios distintos com alguns séculos de diferença: a descoberta do Brasil, no ano de 1.500, com a Independência proclamada por Dom Pedro I, em 1822.

Além do erro grosseiro do conteúdo ensinado ainda na educação básica, o deputado utiliza a farda da Polícia Militar em um outro vídeo para convocar manifestantes para atos do 7 de Setembro em Natal. Azevedo entrou para a PM com formação em Minas Gerais em 1988 e, atualmente, está na reserva. Ele é de Recife e foi eleito deputado estadual no Rio Grande do Norte nas eleições de 2018 com 27.606 votos.

Mesmo estando na reserva, o policial militar ainda é considerado membro da corporação e, para utilizar a farda, Azevedo que chega a prestar continência no vídeo, precisaria de autorização de seus superiores no Comando da PM. A Agência Saiba Mais tentou checar com a assessoria de imprensa da PM se o deputado tinha autorização para utilizar a farda, mas como esta sedunda (6) é considerada ponto facultativo nas repartições públicas do Governo do Estado, não foi possível obter essa informação.

Pedro Álvares Cabral proclamou a Independência?

Deputado usa farda em convocação de atos no 7 de Setembro

Trecho do vídeo:

Vídeo completo:

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *