DEMOCRACIA

Deputados estaduais do RN vão ao Congresso pedir prioridade para trabalhadores da educação na vacinação

A defesa da inclusão dos profissionais da Educação nos grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 foi levada ao Congresso Nacional nesta quarta-feira, 24, pelo Fórum de Parlamentares de Comissões de Educação das Assembleias Legislativas de todo o país. Uma carta de reivindicações foi entregue ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

A atividade em Brasília integra a agenda de manifestações presenciais e virtuais da Jornada Nacional “Vacina Para Todos Já” e contou com a presença dos deputados estaduais do Rio Grande do Norte Francisco do PT e Sandro Pimentel (PSOL), membros da comissão de Educação da ALRN, além de representantes da União Nacional dos Estudantes (UNE), da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), do Conselho Nacional de Saúde (CNS), sindicatos das categorias da educação e saúde de todo o país, parlamentares e líderes políticos.

O documento entregue ao presidente do Congresso apresenta reivindicações que vão desde a vacinação em massa de todos os profissionais da educação, passando pela criação de um pacto nacional para o fornecimento de equipamentos digitais para professores e estudantes, e ainda a garantia de uma política de segurança alimentar e nutricional dos educandos.

Para o deputado estadual Francisco do PT, a volta da normalidade no Rio Grande do Norte e no país como um todo passa pela retomada das aulas presenciais. “São milhões de estudantes e suas famílias que aguardam o retorno desta atividade que alicerça o futuro de todos e todas”.

Por outro lado, o deputado, líder do governo da professora Fátima Bezerra (PT) na Assembleia, defensora da inclusão dos trabalhadores da educação nos grupos prioritários da vacina, avalia ser preciso “levar em conta a exposição que ficam submetidos todos os profissionais da educação: professores, professoras, ASG, vigilantes, direções, coordenações e enfim todas as pessoas envolvidas em cuida da escola e o processo de ensino”.

O deputado afirma que “é por isso que encampamos a causa da Vacina para todos já”. Dessa forma, com os problemas enfrentados pelo país para aquisição e distribuição das vacinas pelo Ministério da Saúde, “apresentamos o requerimento e estamos na luta para a inclusão dos profissionais da educação nos grupos prioritários da vacinação contra a Covid-19”.

O deputado estadual Sandro Pimentel (Psol), que também integra a comissão de Educação da ALRN, ressaltou o esforço dos manifestantes, que se deslocaram de diferentes partes, para protestar. Ele lembrou que a inclusão dos trabalhadores da educação no grupo prioritário é importante para “garantir também aos estudantes, sejam eles crianças, jovens ou adultos, que a doença (do novo coronavírus) não seja levada para dentro de casa”.

Para Pimentel, “as assembleias precisam se engajar e têm se engajado a partir do Fórum das Assembleias Estaduais, especialmente as comissões de Educação. Porque não é possível que o país só tenha alcançado cerca de 3% da população com a vacinação”.

Ações virtuais

Em paralelo, a quarta também foi marcada por mobilizações virtuais. Ativistas, políticos e movimentos organizados promoveram um tuitaço em defesa da #VacinaParaTodosJá. A hashtag ficou entre os quatro principais assuntos mais comentados na rede social.

O mandato do deputado Francisco do PT realizou uma live com a participação da governadora do Esatdo do RN, Fátima Bezerra, dos secretários estaduais de saúde, Cipriano Maia, e da educação, Getúlio Marques, e da presidenta do Sindicato dos Trabalhadores da Educação, Fátima Cardoso.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *