Sem categoria

Dono da Riachuelo vira réu no processo contra procuradora do Trabalho

Anúncios

O empresário Flávio Rocha virou réu na Justiça Federal do Rio Grande do Norte em razão da denúncia encaminhada pelo Ministério Público em outubro passado por coação no curso do processo, difamação e injúria contra a procuradora regional do Trabalho Ileana Neiva Mousinho. As ofensas foram divulgadas pelo dono das lojas Riachuelo nas redes sociais depois que o Ministério Público do Trabalho ajuizou uma ação contra a empresa Guararapes Confecções S/A e pedia R$ 38 milhões em indenização por danos morais aos trabalhadores subcontratados pela empresa para trabalhar em facções no interior do Estado.

Embora a força-tarefa do MPT que originou a ação tenha sido composta por nove procuradores, as ofensas foram direcionadas apenas à procuradora Ileana Mousinho. A procuradoria geral do Trabalho reagiu e acionou o Ministério Público Federal, que processou o empresário na Justiça Federal. O processo corre na 2ª Vara da Justiça Federal sob a responsabilidade do juiz Walter Nunes da Silva Júnior.

Anúncios
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"