CULTURA

Edital de cultura da FJA mira artistas em situação de vulnerabilidade no RN

Artistas potiguares poderão receber por apresentações via internet. A Fundação José Augusto (FJA) vai selecionar 105 iniciativas artístico-culturais através do edital simplificado “Tô em casa e Tô na Rede”, lançado pelo governo do Estado do Rio Grande do Norte neste sábado, 18.

O regulamento está publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), mas também pode ser acessado através do site da FJA- www.cultura.rn.gov.br. As inscrições podem ser feitas no período de 20 a 27 de abril.

Além do Rio Grande do Norte, o Maranhão e a Paraíba também adotaram a medida como ação de combate à crise sanitária para tentar diminuir o impacto causado no setor da cultura nos estados.

Um total de 53 premiações serão destinadas à região Metropolitana de Natal e 52 premiações aos demais municípios do interior do Estado, mediante o pagamento de valores de R$ 1.900,00.

A iniciativa é voltada exclusivamente para artistas e agentes culturais residentes e domiciliados no Estado e que vivam profissionalmente da atividade artístico-cultural, não podendo ter fonte de renda fixa ou vínculo empregatício.

Serão contemplados segmentos artísticos de música, audiovisual, literatura, artes visuais, artes cênicas (Teatro, Dança, Circo e Performance), repente (cantoria de viola, aboio improvisado e coco embolado), entre outras expressões da cultura popular.

Com a paralisação dos espetáculos, shows e casas de apresentações para conter o avanço da Covid-19, o setor da cultura é mais um dos que sofre as consequências econômicas da pandemia do coronavírus. “O Edital  Tô em casa e Tô na Rede atende a demanda emergencial de trabalhadores e trabalhadoras da cultura do RN que tiveram suas atividades paralisadas em virtude da pandemia da COVID 19”, afirma o diretor geral da FJA, Crispiniano Neto.

As iniciativas devem ser voltadas para as redes sociais ou plataformas digitais na internet como: transmissões ao vivo, vídeos gravados ou mídias de áudio destinadas para plataformas de streaming (podcasts. audiobooks, audioaulas e entrevistas).

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo