CIDADANIA

Mais de 11 mil novos casos de covid-19 são confirmados no RN em apenas 15 dias

Nos últimos 15 dias, o Rio Grande do Norte passou de 98.831 casos confirmados de covid-19 para 110.505, segundo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde Pública do Estado. São 11.674 pessoas a mais com o novo coronavírus no RN. No mesmo período foram registrados 132 óbitos decorrentes da doença, eram 2.753 no dia oito de dezembro, passando para 2.885 nesta última terça (22). Só nas últimas 24 horas foram registradas quatro mortes.

Também houve mudanças nas internações por covid-19. Enquanto a ocupação de leitos críticos (intensivos e semi-intensivos) no SUS teve uma pequena baixa, na rede privada o número de pacientes internados aumentou. No dia 8 desse mês eram 349 pacientes internados, com ocupação de 68% dos leitos críticos do SUS e de 52,2% da rede privada. Já nesta terça, eram 456 pacientes internados com ocupação de 62% dos leitos críticos do SUS e de 75,1% da rede privada.

Os municípios localizados na grande Natal estão entre os que apresentam maior índice de letalidade, valor que mede o potencial que a doença tem de matar os pacientes infectados. O índice de letalidade para covid-19 costuma variar entre 0,5% e 1%, mas esse número ainda está em discussão entre os pesquisadores. Divergências à parte, esse valor é bem mais alto em alguns municípios como Macaíba, que tem 86 óbitos e apresenta índice de letalidade de 6,84%; Ceará-Mirim, com 48 mortes e índice de 4,79%; Extremoz, que tem 33 mortes e letalidade de 4,30% e São Paulo do Potengi, com 19 mortes e letalidade de 4,86%. Outros municípios que chamam a atenção é Lagoa de Pedras, que registrou sete mortes e índice de letalidade de 10,61%; Barcelona, com quatro mortes e índice de 10,26%, Rio do Fogo, com 6 mortes e letalidade de 6,38%; Areia Branca, que registrou 56 óbitos e tem índice de letalidade de 5,97%; Tangará, com 6 mortes e índice de 4,48%; São Miguel do Gostoso, com 11 mortes e letalidade de 4,64% e Afonso Bezerra, com 11 mortos e letalidade de 5,45%.

       

Ocupação dos leitos para covid-19

Em Parnamirim, a Maternidade Divino Amor está com 100% de seus leitos ocupados nesta quarta (23). A ocupação também está próxima de sua lotação máxima nos hospitais Tarcísio Maia (88,89%), em Mossoró; Giselda Trigueiro (88,46%), em Natal; Hospital Regional Dr Cleodon Carlos de Andrade (80%), em Pau dos Ferros; Hospital Colônia Dr João Machado (76,47%), também em Natal e no Hospital de Campanha de Natal para covid-19, que está com 75% dos leitos ocupados.

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo